Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Série B

Com apenas 22 anos, mas experiente, Rodolfo quer “mostrar trabalho”

Atacante teve passagens pela Ferroviária, Penapolense e Votuporanguense e quer fazer história no Grêmio São-carlense

06 Out 2020 - 06h47Por Marcos Escrivani
Rodolfo: “Consegui adquirir experiência, pois considero o Estado de São Paulo com os campeonatos mais disputados do Brasil" - Crédito: Marcos EscrivaniRodolfo: “Consegui adquirir experiência, pois considero o Estado de São Paulo com os campeonatos mais disputados do Brasil" - Crédito: Marcos Escrivani

São três semanas de trabalhos intensos e neste período, os jogadores do Grêmio São-carlense, sob o comando do técnico Marcus Vinícius, se preparam para a estreia no Campeonato Paulista da Série B.

As atividades se concentram em trabalhos técnicos e táticos e um dos atletas, o atacante Rodolfo, de 22 anos, tem se destacado, Jovem, mas experiente, passou pela Ferroviária, Votuporanguense e Penapolense. Clubes que possuem tradição no futebol paulista. “Consegui adquirir experiência, pois considero o Estado de São Paulo com os campeonatos mais disputados do Brasil. E no Grêmio, quero mostrar trabalho, dar o meu melhor e fazer história”, resumiu.

PASSO A PASSO

Rodolfo considera que o Grêmio está no “grupo da morte” na Série B. Na primeira fase irá enfrentar o XV de Jaú, Francana, Inter de Bebedouro e Matonense, adversário de estreia, dia 18 de outubro. Na primeira fase, dois turnos.

O atacante são-carlense prevê jogos equilibrados e a preocupação no grupo, inicialmente, é se classificar para a segunda fase, quando tem início a fase de “mata-mata” com as 16 melhores equipes que irão conseguir a vaga.

“Portanto, quero falar apenas em primeira fase. Vamos trabalhar para colocar o Grêmio com a melhor campanha do grupo. Garantindo a vaga, ai vamos buscar as metas estipuladas passo a passo. Não adianta pensar lá na frente se o campeonato ainda nem começou”, ponderou.

IMPOR O JOGO. EM CASA E FORA

Devido a pandemia da Covid-19 a princípio o campeonato não terá torcida. “Isso é ruim. Perde a essência do futebol. Mas hoje temos que pensar na saúde e não ter torcida é a alternativa mais sensata. Mas iremos à campo sabendo que nossos torcedores irão mandar vibrações positivas”, analisou.

Por este motivo, jogar em casa ou fora, tanto faz para Rodolfo. Ele acredita que o Grêmio deverá impor o ritmo, dentro ou fora de casa.

“Vamos ter que jogar sempre da mesma forma. Buscar os três pontos, pois todos os jogos, na minha opinião, serão em campo neutro. Então cabe a nós buscar controlar as ações e buscar, sempre, as vitórias”, finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias