Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Bárbaro crime

Advogada que usou filha para matar professor universitário é condenada a 20 anos de cadeia

19 Jun 2018 - 07h40Por Redação
Advogada que usou filha para matar professor universitário é condenada a 20 anos de cadeia - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

O Tribunal do Júri, presidido pelo Juiz Antônio Benedito Morello, levou ao banco dos réus na tarde desta segunda-feira, 18, a advogada Milena Estácio da Silva, 36, pelo crime de homicídio duplamente qualificado do amásio, o professor universitário Milton Taidi Sonoda, 39. O crime aconteceu na manhã do dia 19 de maio de 2016, no interior da sala da residência da família, localizada na rua Joaquim da Rocha Medeiros, na Vila Carmem, região sul de São Carlos.

Por volta das 22h15, Morello reuniu o conselho de sentença para avaliação de quesitos e a ré foi condenada a cumprir uma pena de 20 anos em regime fechado (um ano por corrupção de menor, dois por ocultação de cadáver e 17 anos por homicídio duplamente qualificado).

Ao final do julgamento a defesa recorreu da sentença e sob escolta policial e de agentes penitenciários a ré foi encaminhada a Penitenciária Estadual do Carandiru, no bairro de Santana, na zona norte da capital, onde a partir desta terça-feira, 19, passa a cumprir a pena em regime fechado, agora como condenada.

O crime

O corpo de Sonoda foi encontrado dentro do seu Chevrolet Agile que foi incendiado na região da fábrica de motores, na rodovia SP-215. Ao lado havia uma cova rasa onde seria enterrado.

Os investigadores tiveram acessos a conversas de Whatsapp entre Milene e a filha que mostram ambas tramando a morte de Milton que foi assassinado a facadas.

A advogada está presa no presídio de Santana na capital paulista e a adolescente cumpriu medida socioeducativa na Fundação Casa de Cerqueira Cesar.

Áudio:  Delegado Gilberto de Aquino, a única testemunha de acusação do bárbaro crime praticado em São Carlos afirma que professor universitário deveria ser morto em Ribeirão Preto

Áudio: Taizo Sunoda, pai de Milton, disse que 20 anos, ainda seria pouco para ex-nora e ele disse que o filho dela um dia vai ter que saber toda verdade sobre seu pai e sua mãe

Áudio: Advogado Rubner Villen de Mello, diz que Milena tentava usar novamente a filha para escapar da condenação

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias