Menu
quarta, 15 de julho de 2020
Região

Mulher é detida ao se recusar a deixar praça pública em Araraquara

13 Abr 2020 - 13h50Por Redação São Carlos Agora
Mulher é detida ao se recusar a deixar praça pública em Araraquara - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Araraquara, cidade vizinha administrada pelo petista Edinho Silva endureceu as regras de enfrentamento ao coronavírus. Na manhã desta segunda-feira (13) uma mulher foi detida e algemada pela Guarda Municipal ao se recusar a deixar a Praça dos Advogados, onde realizava exercícios ao livre.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o diálogo entre os agentes da Prefeitura Municipal e a mulher que resistiu a abordagem e mordeu uma das guardas. Ela foi encaminhada ao plantão policial e vai responder pelo artigo 268 do Código Penal: Infringir determinação do poder público, destina a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. 

Araraquara conta com 28 casos de covid-19, sendo duas mortes. A última foi neste domingo (12). A vítima é uma mulher de 41 anos.

Desde o começo da quarentena, decretada no dia 22 de março pela prefeitura de Araraquara restringiu a circulação de pessoas em parques e áreas de lazer da cidade.

Abaixo a mulher presta sua versão sobre os fatos

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias