Menu
sexta, 25 de maio de 2018
Cidade

Empresário Wilson Marcos Mazari é eleito Industrial do Ano

02 Mai 2014 - 12h19
0 - 0 -

O empresário Wilson Marcos Mazari, diretor executivo da Apramed, foi eleito na noite de ontem (29) como o “Industrial do Ano”, que chega a sua 38ª edição. A escolha aconteceu durante a reunião mensal dos membros da regional em São Carlos do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp). A escolha, que é feita por meio de uma eleição, tem como proposta prestigiar empresários que contribuam para o fortalecimento da indústria e do nome de São Carlos.

Mazari afirmou que essa honraria é fruto do trabalho que ele, ao lado de seu irmão Marcos Mazari, e toda sua equipe, desenvolvem na Apramed. “Há dois anos estamos plantando inovação dentro da empresa e em 2014 começamos a colher os frutos desses investimentos”.

O empresário disse ainda que os associados do Ciesp reconheceram o trabalho diferenciado  da Apramed  e que é muito gratificante receber o título de “Industrial do Ano” pautado pelo desempenho da empresa.

Para o diretor regional do Ciesp São Carlos, Ubiraci Moreno Pires Corrêa, a escolha de Wilson Mazari mostra a força da indústria são-carlense que aposta na inovação e na criação de novas fronteiras. “O empresariado identificou no empenho da equipe da Apramed, representada pelo seu diretor, a importância da indústria se modernizar e buscar novos caminhos para se manter ativa”.

Paralelamente à escolha do Ciesp, Mazari acaba de receber o Prêmio Inova Saúde, um incentivo à criação de novas ideias para o setor, dado pela Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo).

A Apramed participou do Prêmio Inova Saúde com o primeiro equipamento nacional para realização de cirurgias de catarata e retina chamado Vitreófago com Phaco.

Segundo Mazari, o diferencial desse equipamento é reduzir o custo de uma cirurgia de catarata e de retina em até 50%, o que possibilitaria o acesso a comunidades carentes e hospitais sem grandes quantias de recursos.

“Como é um produto de baixo custo inicial e baixo custo operacional pode proporcionar atendimento a pacientes de áreas remotas, os quais jamais poderiam contar com um aparelho”.

Dados do Ministério da Saúde indicam que a catarata tende a atingir perto de 70% da população brasileira. Dentro desta perspectiva, é bem-vindo um equipamento que possibilite um tratamento mais barato, para atingir as diversificadas camadas sociais brasileiras.

“Nós conseguimos fazer um equipamento que é 80% nacionalizado, e com um adendo, o que nos exemplares estrangeiros é descartável no nosso é reciclável”, explicou Mazari sobre um cilindro de coleta de material orgânico que na versão da Apramed é esterilizável. Só essa peça descartável custa aos médicos perto de R$ 500,00, o que eleva o preço de uma cirurgia de catarata, estimada em média em R$ 1.800,00.

O equipamento está em análise no Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para receber a certificação para ser produzido, depois seguirá para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que possa receber o selo de qualidade para ser comercializado.

Mazari comentou ainda sobre a importância de se inovar. Para ele, este é o caminho possível para que as empresas se mantenham ativas e competitivas. “Hoje ou você inova ou para”, sentenciou.

O título de “Industrial do Ano”, foi criado em 19 de novembro de 1975, por intermédio da Lei Municipal Nº 7517, pelo então prefeito e engenheiro Mário Maffei. Trata-se da maior honraria que um industrial de São Carlos pode receber. Este título é concedido àquele que tenha contribuído de forma exemplar para o desenvolvimento econômico e social da comunidade.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias