sábado, 15 de junho de 2024
Realizado como jogador

Experiente, Claudemir fala em encerrar carreira no Grêmio, mas com títulos

Com formação europeia, meia iniciou carreira na cidade e possui mais de 500 partidas como atleta profissional

11 Jun 2024 - 13h53Por Marcos Escrivani
Claudemir: “Sou um jogador muito realizado pela minha carreira, por tudo o que conquistei e pelos campeonatos que joguei” - Crédito: Fernando Zanderin JúniorClaudemir: “Sou um jogador muito realizado pela minha carreira, por tudo o que conquistei e pelos campeonatos que joguei” - Crédito: Fernando Zanderin Júnior

Claudemir Domingues de Souza, meio campo, 36 anos. Ou apenas Claudemir. Principal reforço do Grêmio São-carlense para a Copa Paulista, ele possui formação europeia.

Iniciou no São Carlos, ainda nas categorias de base e se transferiu em seguida para a Europa, onde realizou mais de 500 partidas como jogador profissional, atuando em clubes comoVitesse (Holanda), FC Kobenhavn (Dinamarca), Clube Brugge (Bélgica), Al-Ahli Jeddah (Emirados Árabes Unidos), SC Braga (Portugal), Sivasspor (Turquia) e FC Vizela (Portugal). Durante uma década e meia, chegou a fazer mais de 50 partidas entre Champions League e Europa League.

Em entrevista exclusiva ao São Carlos Agora, ele garantiu que está realizado como atleta profissional. Porém descarta qualquer possibilidade de “pendurar as chuteiras” nos próximos anos. Pelo contrário: foca títulos e quer conquista-los com a camisa do Grêmio São-carlense. Neste caso afirmou que, dependendo de sua adaptação, pode sim, encerrar a carreira no Lobo da Central. Mas sem data definida para isso.

Na verdade, Claudemir afirmou que teve várias propostas, mas optou por retornar a cidade que proporcionou a oportunidade de se tornar um jogador profissional e ainda por aprovar em 100% o projeto esportivo do Grêmio. “Percebi que o clube que crescer no cenário brasileiro”, disse.

A entrevista

São Carlos Agora - Você começou no São Carlos e fez carreira na Europa. Pretende encerrar seu ciclo como atleta com quantos anos? E porque decidiu retornar para a cidade onde iniciou a vida esportiva?

Claudemir - Decidi retornar pela gratidão que tenho pela cidade, que me deu a oportunidade de realizar os meus sonhos.Falar sobre encerrar a carreira é difícil, mas quero sentir o meu corpo e a minha mente nessa Copa Paulista para ver qual caminho tomar. Meu foco hoje é total a competição e ao Grêmio.

SCA - O que te atraiu no Grêmio São-carlense? Será seu último clube como jogador? Por que?

Claudemir - Me atraiu o projeto e a ambição que o clube tem em se tornar cada vez maior. Espero que seja o meu último clube, mas que seja mais um ou dois anos jogando… Como disse vamos um passo de cada vez.

SCA - Na Copa Paulista, até onde acha que o clube pode chegar? Acredita em voos altos na competição?

Claudemir - Estamos entrando na segunda semana de preparação e é difícil falar até onde podemos chegar, mas estou feliz em ver muitos jovens com vontade de vencer, de crescer.Estou muito confiante que com os pés no chão, podemos fazer uma grande campanha pelo Grêmio. O que vai acontecer não sei, mas temos que pensar grande.

SCA - Falando de você. O que difere o futebol brasileiro do futebol europeu? Onde há mais competitividade?

Claudemir - Acredito que no futebol europeu o nível é mais alto e mais competitivo. É um futebol de força, jogo rápido, sem muito tempo pra pensar, claro que devido a vários fatores como o clima, a estrutura, bons campos, etc.Já o futebol brasileiro eu acho mais técnico, com bons jogadores e um jogo mais cadenciado.

SCA - Na sua opinião, o futebol europeu está à frente do brasileiro? Por que?

Claudemir - Acredito que sim. É só puxarmos os últimos anos como tem evoluído o futebol europeu. Acredito que a diferença é que os jogadores europeus são muito disciplinados em termos táticos e têm mais profissionalismo. No futebol de hoje em dia, se você não tiver esses requisitos, fica muito difícil de se encaixar em um cenário europeu.

SCA - No auge de sua carreira, disputou os principais campeonatos europeus. Se realizou como atleta profissional? Que legado você adquiriu desta experiência?

Claudemir - Sem dúvida, sou um jogador muito realizado pela minha carreira, por tudo o que conquistei e pelos campeonatos que joguei, mas ainda tenho dentro de mim uma vontade muito grande em continuar vencendo, então espero que possamos fazer isso pelo Grêmio.

SCA - Pessoalmente ter Lionel Messi como adversário e ainda marca-lo. Como foi essa experiência em 2010?

Claudemir - É algo que não dá pra explicar, que é muito emocionante. Estar ao lado de jogadores consagrados, vivendo aquele momento é especial demais e guardo na memória até hoje.

SCA - E ter a chance de marcar no melhor Barcelona de todos os tempos? Como foi? Fica marcado na sua carreira?

Claudemir - Aquele gol, sem dúvida, foi o mais importante e marcante da minha carreira.Hoje com dois filhos e esposa, podendo contar isso pra eles e ver a alegria, principalmente do meu filho mais velho que já entende mais de futebol, é algo marcante pra minha vida. Sempre que visito a minha mãe, que vive em Araraquara, vejo as camisetas que troquei com grandes jogadores na Liga dos Campeões e passa um filme na cabeça que jamais será esquecido…

Leia Também

Últimas Notícias