segunda, 22 de julho de 2024
Investigação

Prefeitura vai apurar morte do pequeno Otto

13 Jun 2024 - 15h37Por Gabriel Peixoto
Otto e a mãe, Natally - Crédito: arquivo pessoalOtto e a mãe, Natally - Crédito: arquivo pessoal

Em nota, a Prefeitura Municipal informou que irá apurar as condutas das profissionais que atenderam o pequeno Otto dos Reis de apenas 1 ano e três meses que faleceu na última terça-feira (11) após passar por atendimento na UPA do bairro Cidade Aracy. A mãe aponta negligência médica. Ainda segundo a assessoria de imprensa, a profissional que atendeu a criança será notificada para prestar esclarecimentos e não está descartada a abertura de um sindicância para investigar os fatos.

Otto estava internado no HU-UFSCar onde os médicos descobriram que ele estava com desidratação grave, glicemia baixa e infecção generalizada. Segundo a mãe, Natally Francielli dos Reis de Oliveira, o filho chegou a apresentar melhora após ser medicado, inclusive se comunicou com ela, mas pouco tempo depois piorou e precisou ser internado na UTI, morrendo em seguida após sofrer nove paradas cardiorrespiratórias. No atestado de óbito consta que a causa da morte foi septicemia, pneumonia bacteriana e parotidite.

Natally disse ao São Carlos Agora que levou o filho três vezes na UPA do Cidade Aracy, mas os médicos teriam recusado a fazer exames e receitaram apenas dipirona.

NOTA SMS - A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que o Departamento de Gestão do Cuidado Hospitalar está levando as informações do prontuário de atendimento do paciente e já oficiou a médica que atendeu a criança na UPA do Cidade Aracy, para prestar maiores esclarecimentos, não descartando após investigação a possibilidade de abertura de uma sindicância interna para apurar os fatos.

Leia Também

Últimas Notícias