quarta, 22 de maio de 2024
Região

Polícia Militar de Dourado prende acusado de matar a própria mulher com 10 tiros

19 Mar 2015 - 18h00Por RB Na Rede
0 - 0 -

A Polícia Militar de Dourado prendeu no final da manhã desta quinta-feira (19) um homem acusado de matar a própria mulher com dez tiros na madrugada do dia 2 de março de 2015.

Os policiais, Cabos Adauto e Cunha, faziam patrulhamento pela Rodovia Luiz Augusto de Oliveira (SP-215) quando suspeitaram de Valdeir José de Almeida Cristianeli, de 38 anos, que caminhava próximo ao trevo de Dourado e realizaram abordagem.

Durante revista pessoal nada de ilícito foi encontrado com o homem, mas ao realizarem pesquisa na Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (PRODESP) foi constatado que o homem era procurado pela Justiça.

Questionado dobre o crime, Valdeir confessou que matou sua esposa, de 22 anos, porque ela estava o traindo e que a arma utilizada foi jogada em um rio na cidade de Sumaré.

Diante dos fatos, Valdeir foi levado até a Delegacia de Polícia de Dourado e agora está à disposição da Justiça. O homem é conhecido nos meios policiais e possui diversas passagens criminais.

Crime – Segundo a Polícia Civil de Sumaré, na madrugada do dia 2 de março, Valdeir matou sua companheira com dez tiros na frente da filha dela, fruto de um relacionamento anterior, no Jardim Picerno.

De acordo com registro policial, a vítima foi encontrada deitada na cama do casal e os disparos atingiram as regiões das costas, dos braços e pernas da jovem.

No dia do crime, foram apreendidas 11 cápsulas deflagradas no imóvel e uma porção de maconha. A polícia informou que o casal brigava constantemente.

A filha da vítima assistiu toda a execução, correu de casa e foi para a residência da avó. O suspeito fugiu carregando a arma do crime.

Leia Também

Últimas Notícias