quinta, 25 de abril de 2024
Região

PM é acionada na Santa Casa por suspeita de aborto em Pirassununga

06 Mar 2015 - 10h15Por Difusora Pirassununga
0 - 0 -

Um boletim de ocorrência de aborto provocado pela gestante com seu consentimento foi lavrado no final da noite de quinta-feira (5) no Plantão Policial. Uma mulher, desempregada de 26 anos, residente na Zona Norte da cidade deu entrada na Santa Casa com muitas dores, que teriam sido provocadas por hemorragias decorrentes do aborto.

A Polícia Militar foi acionada ao PS onde foi informada que profissionais da saúde receberam a mulher com sangramento vaginal. De acordo com o boletim de ocorrências, a paciente relatou que estava grávida de sete semanas e que na terça-feira passada, por não querer mais continuar a gestação começou a fazer uso de um medicamento, que é comumente utilizado para provocar abortos.

Segundo informações prestadas aos policiais, na mesma terça-feira a mulher sofreu o aborto. Ela teria contado com ajuda de amigos, que não foram especificados no boletim de ocorrência. Foi dito também que essas pessoas “deram um fim” no feto – não se sabendo sua localização.

Ocorre que após o aborto, desde então, a mulher vinha sofrendo com hemorragias constantes e que na noite de quinta-feira (5), não aguentando mais, entrou em contato com sua mãe que ligou para um médico conhecido que foi até sua casa e realizou o primeiro atendimento. Em seguida ela foi levada ao Pronto Socorro. O médico no hospital solicitou a presença da PM diante dos fatos apresentados. O boletim de ocorrência foi lavrado para providências.

Leia Também

Últimas Notícias