Menu
sexta, 20 de setembro de 2019
Tragédia em Araraquara

Mãe e filha são acusadas de matar cabo da PM

05 Jun 2019 - 08h43Por Redação
Larissa, Jaciane e o cabo Matias - Crédito: Redes SociaisLarissa, Jaciane e o cabo Matias - Crédito: Redes Sociais

Após rápidas investigações, a Polícia Civil descobriu as autoras do assassinato do cabo da PM, Elias Matias Ribeiro, 49 anos, que foi encontrado com o corpo carbonizado em uma Tucson em um canavial na rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, em Araraquara.

As acusadas de matar o cabo, com requintes de crueldade, são Jaciane Maria, 40 anos, e sua filha, Larissa Roberta da Silva Marques, de 22 anos e o irmão mais velho de Jaciane, Genivaldo da Silva, 54 anos.

O corpo de Matias estava no banco traseiro do veículo, bem como sua arma, um colete balístico e o par de algemas.

As investigações preliminares apontam que a vítima mantinha um relacionamento com Jaciane. Mas em um determinado dia, a filha mais nova da mulher teria pedido ajuda financeira para Matias e desde então ele passou a se relacionar com a jovem.

Há alguns dias, Jaciane teria descoberto um vídeo sexual onde Matias aparece com a filha mais nova dela. Desde então, Maria, a filha de 22 anos e o irmão Genivaldo planejaram a morte do policial que foi convidado a passar a noite com Maria em sua casa.

Ao adormecer, durante a madrugada, Matias foi agredido a marretadas na cabeça e em outras partes do corpo por Genivaldo. Posteriormente foi colocado em um colchão e levado até o próprio veículo, um Hyundai Tucson.

Genivaldo assumiu o volante do carro do policial e seguiu até o canavial, onde ateou fogo. Larissa usou seu Ecosport para ir até o local junto com a mãe e deu fuga para o tio.

Ao serem presas, mãe e filha confessaram o crime e isentaram a filha mais nova, que teria sido o estopim do assassinato. Genivaldo, que teria sido o autor do homicídio está foragido. Mãe e filha foram autuadas em flagrante e recolhidas ao Centro de Triagem.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias