sábado, 13 de abril de 2024
Região

Ibaté realizou 'Dia D' de combate à dengue com ações de prevenção e eliminação de focos do Aedes aegypti

01 Mar 2024 - 20h22
Ibaté realizou 'Dia D' de combate à dengue com ações de prevenção e eliminação de focos do Aedes aegypti -

Ibaté realizou nesta sexta-feira (1º), o "Dia D" de combate à dengue, com ações de prevenção e de eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

A proposta contou com atividades de conscientização em residências no Jardim Cruzado I e II, feitas por agentes de combate às endemias e funcionários da Secretaria de Serviços Públicos.

A população do bairro recebeu panfletos informativos e foi alertada sobre a importância de estar atenta a objetos suscetíveis de acumular água, tais como pneus, garrafas, recipientes diversos, bem como garantir o adequado fechamento de reservatórios de água, a fim de impedir a formação de focos de reprodução. A manutenção da higiene em pátios e bebedouros de animais também se mostra essencial nesse contexto.

“Nossas ações contra o aedes são diárias, mas sair às ruas do Jardim Cruzado hoje, foi reafirmar o nosso compromisso de trabalho e, mais uma vez, fazer o apelo para a população, pois a única maneira de evitarmos novos casos da doença e eliminarmos os criadouros do mosquito e isso só é possível se todos nos ajudarem”, disse Hewerton Henrique Costa Clement, supervisor de Controle de Vetores.

De acordo com o painel de monitoramento, Ibaté contabiliza 25 casos positivos de dengue no ano de 2024. Dados que demonstram a necessidade do engajamento de todos na atividade do Dia D. “Vários municípios enfrentam situação de emergência causada pelo aumento de casos de dengue, e é muito importante que todos estejam muito atentos aos sintomas. Em caso de febre alta, dores nas articulações e atrás dos olhos, manchas vermelhas pelo corpo, procure um serviço de saúde”, alerta Elaine Sartorelli Breanza, secretária municipal de saúde.

Para combater a dengue, é necessário que todos façam o seu papel. O aedes aegypti, transmissor da doença, pode matar ou causar sérios danos à saúde. Por isso, é sempre importante manter fechadas tampas de ralos e vasos sanitários. É necessário também sempre deixar o quintal limpo, jogando fora tudo o que não é mais utilizado. Tampe tonéis, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa acumular água. Isso serve também para vasos de plantas. E não se esqueça de colocar garrafas vazias de cabeça para baixo.

A hidratação, com muita água, deve começar imediatamente e o atendimento logo nos primeiros sintomas é fundamental para evitar que a doença se agrave. Também é importante não tomar remédios por conta própria sem uma avaliação do serviço de saúde.

Leia Também

Últimas Notícias