terça, 16 de abril de 2024
Região

Homem é esfaqueado pelo vizinho no Jardim Santa Lúcia em Araraquara

02 Mar 2015 - 11h38Por araraquara.com
Vítima foi socorrida pelo Samu com dois cortes na cabeça (Daiane Bombarda/Tribuna Araraquara) - Vítima foi socorrida pelo Samu com dois cortes na cabeça (Daiane Bombarda/Tribuna Araraquara) -

Um homem de 59 anos foi esfaqueado pelo vizinho na manhã desta segunda-feira (2), na Avenida José Cezarini, no Jardim Santa Lúcia, em Araraquara.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima relatou que, por motivos desconhecidos, o vizinho de 25 anos entrou na sua residência dizendo que iria esfaqueá-lo e, assim fez.

Ainda segundo relatos da vítima, que mora em frente à casa do agressor, o rapaz, que é usuários de drogas, faz ameaças constantes contra ele e sua família.

A avó do agressor, de 71 anos, disse que ela e o marido, de 84 anos, não sabem mais o que fazer com o neto. "Ele vive batendo em mim e no meu esposo. Nós não sabemos mais o que fazer. Ele vive bebendo, se drogando. Nessa madrugada ele ficou entrando e saindo de casa várias vezes e, pela manhã, atravessou a rua e fez isso com esse pobre homem", relata, com medo, a idosa.

O homem foi socorrido com duas perfurações no abdômen e vários ferimentos causados pela lâmina na cabeça pelo ServiçoArma que teria sido usada no crime foi apreendida pela PM (Daiane Bombarda/Tribuna Araraquara) de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado à Santa Casa. Segundo os médicos, por poucos milímetros os pulmões da vítima não foram perfurados.

Durante a agressão, o rapaz teria se cortado com a própria arma e foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central. De lá, após ser liberado pelas equipes médicas, ele foi encaminhado à delegacia.

Em depoimento, o rapaz disse que o ferimento no braço teria sido provocado pela vítima com um pedaço de madeira e, que, desconhecia a existência de qualquer lâmina.

Porém, um estilete que teria sido usado no crime foi encontrado e apreendido pela PM no quintal da residência do rapaz.

De acordo com a Polícia, o jovem tem passagens por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, furto e responde um processo pela Lei Maria da Penha.

O caso foi registrado como lesão corporal e, em seguida, as duas partes foram liberadas.

Leia Também

Últimas Notícias