Menu
quarta, 03 de março de 2021
Muita gente para pouco espaço

Broa tem final de semana prolongado caótico: superlotação, sujeira e furtos

05 Nov 2019 - 09h25Por Marcos Escrivani
Broa tem final de semana prolongado caótico: superlotação, sujeira e furtos - Crédito: Colaborador SCA Crédito: Colaborador SCA

Bastante sol e um clima propício para alguns dias para sair da rotina. Muitas pessoas tiveram a mesma ideia e aproveitaram o final de semana prolongado e foram ao Balneário Santo Antonio, o Broa. O balanço final após três dias desagradou profundamente os moradores que definiram as 72 horas como caóticas, como superlotação, muita sujeira e até aumento nas ocorrências policiais, principalmente furtos.

Na manhã desta terça-feira, 5, moradores, indignados, entraram em contato com o São Carlos Agora e repudiaram veementemente os “dias de cão” que passaram.

“O caos se abateu na represa do Broa. Aqui não tem banheiro suficiente para turistas e muitos fizeram suas necessidades nas águas da represa. Ocorreu congestionamento de veículos, muitos moradores ficaram sem água desde às 9h todos os dias”, revelou uma moradora.

Segundo ela, os problemas começaram no final da tarde de sexta-feira, 1. Agravou-se no sábado, 2 e piorou sensivelmente no domingo, 3. Na segunda-feira, 4, a degradação chegou ao pico.

“O Broa não suporta tanta gente assim. Entendo que para o comércio possa ser bom. Mas para os moradores não. Agora tudo estará poluído. O trânsito desgovernado, furtos e desrespeito”, lamentou a leitora do SCA.

PORTÕES ABERTOS

Os reclamantes que contataram o portal denunciaram ainda que o portão de acesso foi arrancado e com isso a criminalidade aumentou no Balneário, com a entrada indiscriminada e sem identificação das pessoas.

“Sabemos que é um importante ponto turístico da região, mas estamos vivendo um colapso, ocasionado por má administração pública, com portaria principal aberta sem identificação, número excessivo de visitantes e veículos, congestionamento absurdo de veículos, sujeira (lixo), sem água todo o fim de semana, sem infraestrutura, sequer banheiros químicos, fazendo da represa um esgoto ao céu aberto. E depredação ecológica das reservas naturais”, desabafou a reclamante.

PREFEITURA

O prefeito José Maria Candido informou que todo domingo que o Broa estiver lotado os pedágios serão abertos das 15 às 19h. Ninguém pagará neste período por causa do volume de veículos que sai. Sem a cobrança nesse período o trânsito flui rápido. Também irá inverter as cabines do pedágio. A cobrança será quando os veículos chegam na portaria e não mais quando saem do Broa. Vale informar que o acesso ao balneário não está sendo cobrado e sim, apenas o pedágio dependendo do sentido da via. E o que ocorre é que todos querem sair ao mesmo tempo. O prefeito informou também que, juntamente com os setores: jurídico e de turismo e meio ambiente está estudando a criação de uma lei para cobrança futura de uma taxa de preservação ambiental. Trata-se de uma lei bem complexa, que envolve várias questões, porém, antes de qualquer iniciativa em enviar ao legislativo municipal todas as variáveis e impactos serão devidamente analisados.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias