Menu
segunda, 30 de novembro de 2020
Política

Vereador acusa Sindspam de ter interesse de influenciar eleições com greve da Guarda Municipal

11 Nov 2020 - 07h58Por Redação São Carlos Agora
Paraná Filho e Adail, presidente do Sindspam - Crédito: DivulgaçãoParaná Filho e Adail, presidente do Sindspam - Crédito: Divulgação

A Câmara realizou na tarde desta terça-feira (10) a última sessão ordinária antes da eleição municipal, o tema principal discutido na Tribuna Livre foi a possível greve da Guarda Municipal. Durante a sessão, os vereadores aprovaram ainda um projeto de lei que institui o Programa Dinheiro Direto na Escola Municipal e o Plano de Resíduos Sólidos.

A sessão começou com acusações ácidas do vereador Paraná Filho contra o Sindspam. Ele acusou o sindicato de fazer manobras políticas para influenciar o resultado das eleições.

O SINDSPAM mandou publicar um edital na imprensa local convocando os Guardas Municipais de São Carlo para Assembleia Geral Extraordinária, que será realizada na sede da GM, nesta quinta-feira (12), a partir de 18h30. Segundo o sindicato, a Prefeitura de São Carlos não vem cumprindo Acordo Coletivo de Trabalho, por não honrar o pagamento de horas extras, com adicional de 100% quando os dias de trabalho caem em feriados.

Paraná elogiou o papel da GM no município e defendeu a atual gestão afirmando que o governo armou a GM, comprou viaturas e honrou com os salários em dia. Entretanto, afirmou que o SINDSPAM está com uma ação politiqueira.

“Um sindicato que hoje está mais politizado que nunca, parte é PSDB, [outra] parte é PT”, afirmou. “Senhores da Guarda Municipal para reivindicar seu direito vocês tem 21 parlamentares que estarão do lado de vocês, mas fazer greve há três dias das eleições é falta de caráter, de responsabilidade, e covardia, ato politiqueiro, tenho certeza que vocês não cairão nesta atitude do sindicato. O sindicato quer fazer politicagem e influenciar os resultados das eleições porque os candidatos que eles apoiam estão na rabeira e não vai ser usando a GM que vão ganhar as eleições”.

R$ 435 mil para escolas municipais

Durante a sessão ordinária, os vereadores aprovaram o projeto de lei que dispõe sobre o Programa Dinheiro Direto na Escola Municipal. De acordo com o vereador Roselei Françoso,

o programa destinará R$ 435 mil por ano para as 60 escolas municipais. Objetivo do programa é transferir recursos diretamente para as escolas municipais realizarem pequenas manutenções, reparos e investimentos.

Moção contra Detran

Os vereadores também aprovaram uma moção de apelo contra o Detran São Carlos pedindo maior agilidade e celeridade no trabalho com documentação de veículos.

A moção dizia que a Câmara recebeu inúmeras reclamações de cidadão descontentes com serviço prestado pelo Detran são Carlos, sobretudo atraso nos processo de transferência de veículos e conclusão dos procedimentos, que tem levado em média 6 meses para resposta do órgão.

Uma cópia da moção será enviada para o Detran São Carlos, Secretaria de Trânsito e OAB.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias