sábado, 18 de maio de 2024
Coluna

Bastidores da política

19 Abr 2024 - 15h35Por SCA
Coluna Bastidores da Política - Coluna Bastidores da Política -

Bastidores da política

Não vai dar!

Parece que naufragou o projeto do vereador Gustavo Pozzi para diminuir as horas de trabalho do Presidente da câmara Marquinho Amaral. E para piorar, a ideia pegou MUITO mal com a população sãocarlense. 

 

O presidente está em home office?

Aproveitando, muita gente está perguntando se o presidente está em home office, ou algo do tipo. Fica aí o questionamento.

Não me venham pedir calma

O vereador Djalma Nery (PSOL) e o Secretário de Serviços Públicos Marcelo Targas quase saíram na porrada ontem em reunião com munícipes no Bairro Recreio dos Bandeirantes. Quem teve que apartar a celeuma foi o Secretário de Segurança Pública Samir Gardini, Tenente Coronel da reserva da PM e faixa preta de judô. 

Não me venham pedir calma 2

Marcelo não gostou de ser cobrado pelo vereador, foi desmentido pelo vereador ao citar dados sobre a arrecadação e tentou crescer pra cima de Djalma. O vereador não deixou barato e encarou o secretário. Tudo isso devidamente filmado e postado nas redes sociais. 

O maior opositor do PT?

Fontes de dentro do PL alegam que o ex-vereador Julio Cesar gostaria de presidir a câmara e se tornar o grande opositor do PT no legislativo, e com isso pautar sua candidatura a Deputado Estadual. O problema é que o PL está na base de apoio do candidato governista. Seria muito estranho se um dos maiores partidos da base já estiver fazendo planos contando com a vitória da oposição. 

Quero ser presidente da câmara

Julio Cesar tem falado abertamente a interlocutores que gostaria de ser o próximo presidente da câmara. Só falta combinar os gregos, pois o vereador Lucão Fernandes, caso reeleito, é visto como favoritos para o cargo pela grande maioria dos quadros importantes da política local. Mas antes de tudo, vamos ver quem será eleito né, gente?

A tropa dos arrependidos

Mal acabou a fase de filiações partidárias e já tem gente arrependida de ter se filiado a certos partidos. Entre os pesarosos candidatos que escolheram legendas fracas ou que terão poucas chances de serem eleitos há evangélicos, suplentes de vereador e vereadores com mandato. O problema é que essa conta devia ter sido feita antes, agora não adianta mais.

A tropa dos trabalhadores

A corrida para a câmara segue a todo vapor nos bairros. Nomes como Andreia Tofollo, Marcos Palermo, Vander Japa, Gilmarzinho, Prof. Ana Paula, Thiaguinho entre outros já estão a todo o vapor em suas bases mobilizando potenciais eleitores. É bom certos vereadores começarem a mexer o doce, porque esse a disputa nos bairros será disputada voto a voto e muita gente corre sérios riscos de perder sua cadeira na câmara.

Três nomes? 

Ao que tudo indica teremos apenas 3 candidatos a prefeito nas eleições de outubro. Um cenário muito diferente das eleições de 2020, quando nada menos que 12 candidatos disputaram a cadeira de chefe do executivo. Porém, nos bastidores ainda há expectativa de que PL ou mesmo o MDB busquem alternativas para a disputa. 

Ou mais?

O vice-prefeito Edson Ferraz tem sido bastante celebrado por eleitores nos eventos que tem comparecido. Fato que tem chamado bastante a atenção do meio político. Já o ex-vereador Julio Cesar, que IMPLODIU o PL na semana passada e apareceu com números expressivos nas últimas pesquisas, pelo jeito será candidato a vereador. Ele bem que tentou, mas não conseguiu apoio do próprio partido, nem do meio político para se lançar prefeito, restando apenas a câmara para seu projeto político este ano.

De qualquer forma, estamos atentos as cenas dos próximos capítulos. E como diz o ditado romano: QUEM VIVER, VERÁ!

Leia Também

Últimas Notícias