Menu
quinta, 04 de março de 2021
Política

Comissão Processante da Câmara irá remarcar tomada de depoimentos

29 Ago 2016 - 18h02Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

A Comissão Processante da Câmara Municipal que apura denúncias de infrações político-administrativas do prefeito Paulo Altomani, sujeitas à perda de mandato, cancelou oitivas de testemunhas que seriam realizadas na tarde desta segunda-feira, 29. O ex-secretário de Fazenda, José Roberto Poianas, solicitou vista do processo e pediu a remarcação de seu depoimento que estava previsto para as 14h. Também Celso Batista dos Santos, ex-chefe da Divisão de Compras da Secretaria Municipal de Fazenda, que falaria em seguida, solicitou adiamento de sua convocação devido à morte de familiar. Será ainda reagendado o depoimento de Waldemar Antonio de Senzi, ex-superintendente de execução orçamentária e ex-presidente da comissão fiscalizadora de auxílios e subvenções da Prefeitura.

A Comissão Processante, instaurada pela Resolução No.291  e composta mediante a Portaria No.431, da presidência da Câmara Municipal,apura denúncia formalizada no mês passado pelo advogado Luis Luppi. Ele atribui ao prefeito infrações político-administrativas como quebra de decoro, omissão e negligência na defesa de bens, rendas, direitos e interesses do Município, notadamente no caso da falta de numerário da ordem de R$ 370 mil no cofre da Prefeitura em relatório do auditor do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP). O rito do processo é regido pelo  Decreto-Lei No.201/1967.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias