quarta, 29 de maio de 2024
Esportes

Vexame brasileiro na Copa América

Em Concepción, seleção de Dunga não foi além de um empate e nas penalidades foi eliminada pelo Paraguai

27 Jun 2015 - 20h48Por Redação
Jogadores do Brasil saem de campo após perder nas penalidades máximas. Reuters/Jorge Adorno - Jogadores do Brasil saem de campo após perder nas penalidades máximas. Reuters/Jorge Adorno -

Em Concepción (CHI), a Seleção Brasileira enfrentou o Paraguai neste sábado, 27, por uma vaga nas semifinais da Copa
América 2015, empatou por 1 a 1, mas repetindo o acontecido quatro anos antes na Argentina, foi eliminado nos pênaltis pelo placar de 4 a 3.

O Paraguai tentou impor pressão nos primeiros minutos de partida, com espaço para tocar a bola e criar chances de tentar o gol, com o Brasil buscando encaixar o contra-ataque.

Em jogada trabalhada em ambos os lados do campo, o Brasil abriu o placar aos 14 minutos, com Elias fazendo a jogada para Daniel Alves cruzar da direita e Robinho chegar para completar e fazer o gol.

O Brasil pressionava, mas o Paraguai também conseguia atacar, deixando a primeira etapa equilibrada em Concepción. As duas equipes brigavam pela bola, mas sem se arriscar a criar chances para finalizar.

González bateu falta no começo do segundo tempo e levou perigo para a meta de Jefferson. Depois, Haedo-Valdez foi para o cabeceio após escanteio e quase fez o primeiro gol da partida.

Aos 15, Paulo da Silva apareceu para completar cruzamento e Jefferson conseguiu a defesa. O Paraguai era a equipe que pressionava mais durante o segundo tempo, chegando com perigo ao campo adversário.

Em cruzamento na área, Thiago Silva tocou com a mão na bola e o árbitro marcou pênalti para o Paraguai. González foi para a cobrança e empatou o jogo em Concepción.

González puxou o contra-ataque aos 35 e invadiu a área para tentar o chute e Jefferson defender. O Brasil tentava ficar com a bola e pressionar a defesa paraguaia em busca do gol.

O Brasil pressionou até o final pelo gol, mas não conseguiu chegar ao ataque e o jogo teve de ser decidido nas cobranças de pênalti.

Nas penalidades máximas, Everton Ribeiro e Douglas Costa desperdiçaram suas cobranças e o Paraguai acabou se classificando para as semifinais.

 

Brasil 1 (3) x (4) 1 Paraguai

 

Local: Municipal Ester Roa Rebolledo, Concepción (CHI)

Árbitro: Andrés Cunha (URU);

Assistentes: Mauricio Espinosa (URU) e Carlos Pastorino (URU);

Brasil: Jefferson; Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Felipe Luís; Fernandinho, Elias, Philippe Coutinho, Willian (Douglas Costa) e Robinho (Éverton Ribeiro); Roberto Firmino (Diego Tardelli).

Técnico: Dunga.

Paraguai: Villar, Bruno Valdez, Paulo da Silva, Aguillar e Píris; Victor Cáceres, Aranda (Martínez), González e Edgar Benítez (Óscar Romero); Nelson Haedo-Valdez (Bobadilla) e Roque Santa Cruz.

Técnico: Ramon Diaz.

Gols: Robinho (BRA) aos 14 do primeiro tempo, González (PAR) aos 26 do segudo tempo

CA: Bruno Valdez, Martínez e Aguilar (PAR); Daniel Alves e Philippe Coutinho (BRA)

Pênaltis: Brasil 3 (Fernandinho, Miranda e Philippe Coutinho) x 4 (Martínez, Victor Cáceres, Bobadilla e González) Paraguai

Leia Também

Últimas Notícias