Menu
domingo, 17 de outubro de 2021
Esportes

Um Campeonato Brasileiro com a força do karatê são-carlense

Sete atletas da equipe Wada/CPP vão em busca de pódio; mas meta é o sonhado ouro da principal competição nacional

21 Set 2017 - 07h03
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

Sete são-carlenses em ação no dojô. Mas a meta é uma só: inicialmente buscar o pódio. Mas o sonho, é tentar a medalha de ouro. E isso pode se tornar realidade nos dias 12, 13, 14 e 15 de outubro, quando acontece as finais do Campeonato Brasileiro de Karatê, marcado para Salvador/BA.

A equipe Wada/CPP qualificou seis atletas. A informação foi passada pelo técnico Adriano Wada, que há 20 anos forma talentos são-carlenses na modalidade esportiva e há três anos é técnico da seleção paulista.

"Hoje tenho 25 atletas na equipe de alto rendimento, com idade entre 8 e 50 anos. Todos disputam campeonatos federados em suas respectivas categorias", disse Wada.

Destes, sete estão nas finais do Brasileiro e segundo ele, com reais chances de conquistar pódio. "Acredito que irão brigar por medalhas. Mas se será o ouro, é difícil afirmar, pois o karatê vai muito do dia de cada atleta. Todos tem qualidades técnicas e uma tática apurada. Mas o encaixe dos golpes têm que ser perfeitos", afirmou. "Experiência todos têm, pois já conquistaram diversos títulos e estão na ativa há anos", complementou.

Wada garantiu que não é surpresa ter seis karatecas de sua equipe nas finais da mais importante competição nacional na temporada. Para ele, é fruto do trabalho realizado ao longo dos últimos anos.

"Fui atleta por 20 anos e quando disputava campeonatos, me considerava muito competitivo. Acredito que passei isso para minha equipe. Gostava de atuar desta forma e meus treinos são intensos. Isso colaborou para que eu passasse minha vivência e meu aprendizado para eles", ponderou.

SONHO

Como atleta, Wada garantiu que se realizou. Mas como técnico, tem dois sonhos que ainda não foram concretizados: ter um karateca no Campeonato Mundial e nos Jogos Olímpicos.

"Isso seria a realização como técnico. Cheguei a ter atleta na seleção brasileira, mas para o Campeonato Sul-Americano. Já tive campeões paulista e brasileiro. Mas acredito que estou no caminho certo. Mas para que isso aconteça, demanda tempo. A certeza é que tenho que continuar o trabalho que realizo hoje e buscar uma estrutura melhor para dar suporte ao atleta que necessita acompanhamento físico, psicológico e nutricional. Sozinho, ninguém consegue chegar na elite da elite mundial nesta modalidade esportiva", garantiu.

CLASSIFICADOS PARA AS FINAIS DO BRASILEIRO

Kysller Faruk Balduíno kumite (luta) categoria Junior

Maurício Merola kumite (luta) categoria master

Ricardo Beu Vaz de Lima kumite (luta) categoria master

Sabrina Merola kumite (luta) categoria cadetes

Guilherme Ivo Cirilo kumite (luta) categoria Universitário

Gabrielle Sepe kumite (luta) categoria Sub21 e sênior

João Vitor Santos kumite (luta) categoria cadetes

COMPÕEM A EQUIPE

Thamires Marques

Vitória Martins

Gabriel Nogiri Correa

Rogério Taveira

Kawan Nascimento

Gustavo Grube

Rafael D'Amico

Gabriela D'Amico

Laura Guimarães

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias