Menu
sábado, 16 de janeiro de 2021
Esportes

UFSCar aprova primeiro deficiente físico para doutorado na área de engenharia

09 Nov 2017 - 16h52Por Abner Amiel/Folha São Carlos e Região
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

O paratleta são-carlense de natação Henrique Nasser foi aprovado no dia 25 de outubro para ingressar no curso de doutorado no Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Ele é o primeiro deficiente físico a alcançar uma vaga em uma das pós-graduações mais disputadas da universidade.

"Tive a felicidade de ser aprovado no exame. Nós ser humanos temos capacidade infinita, às vezes bloqueamos algo que a solução está perto da gente. Não existe limitação", disse Nasser, que nasceu com artrogripose múltipla congênita, patologia que atinge articulação dos membros superiores e inferiores.

Dentro da piscina, o paratleta também é destaque em São Carlos. Ele é campeão brasileiro sete vezes, vice-campeão do Campeonato Paulista de Águas Abertas, duas vezes campeão mundial na edição do Open Championship de Brasília, 10 títulos de Jogos Abertos, e 10 dos Jogos Regionais. Por causa de seu brilho no esporte, foi junto com o ex-jogador Fábio Aurélio condutor da Tocha Olímpica em São Carlos no ano passado. Ele ainda é servidor público da Câmara Municipal do município.

O sonho de entrar na carreira acadêmica veio após Nasser concluir o curso de direito em 2004. Antes, ele se preparou e obteve êxito no exame para o ingresso do quadro geral da OAB em 2005, se tornando um advogado, ocasião que se sentiu feliz porque pôde mostrar que sua limitação física não era empecilho para a realização de seus sonhos.

O interesse pelo mestrado começou ao término de um curso de especialização na área de Gestão Organizacional e Gestão de Recursos Humano que fez no Departamento de Engenharia de Produção na UFSCAR. Nasser defendeu a dissertação de metrado com o título "Inclusão de pessoas com deficiência no setor secundário da economia: pesquisa exploratória em empresas da Região de São Carlos".

"Fiquei encantado com a estrutura que o departamento oferece para pesquisa e o apoio dos professores, o que me motivou a dar continuidade nos estudos. Encontrei no Departamento de Engenharia de Produção uma linha de pesquisa chamada TTO (tecnologia, trabalho e organização) e dentro dessa linha de pesquisa há uma parte que estuda a Ergonomia do Trabalho e foi onde me balizei para fazer o mestrado e agora no ano que vem o doutorado", disse.

Nasser é um exemplo e um sobrevivente em um setor da educação que é visto com pouca sensibilidade. Um levantamento feito em abril e publicado pelo jornal Estado de São Paulo mostra que a participação de alunos com deficiência cai a cada etapa da educação. Nos inicias do fundamental (1º ao 5º ano), 3% têm alguma deficiência física ou intelectual. Nos finais, 2%. Já no ensino médio, a taxa cai para 0,9%. No ensino superior, que não é obrigatório, há ainda menos alunos com deficiência: só 0,5% do total.

O doutorado de Henrique Nasser, que abrangerá o trabalho das pessoas com deficiência, começa a partir do ano que vem. Ele espera que o resultado contribua com o universo acadêmico e à sociedade. "Sempre falo que o conhecimento nunca é desperdiçado. Segundo Einstein, a mente que se abre a uma nova ideia jamais volta ao seu tamanho original. Espero contribuir com a sociedade nesta pesquisa, uma vez que o tema é muito relevante, não somente para a gestão pública, mas para todos os familiares que tem dentro de seu ambiente social alguém que tem esse desafio pela frente".

Homenagens

Em 2008, Henrique Nasser recebeu o título de atleta e paratleta do ano. Em 2009 recebeu da Câmara Municipal o título de cidadão honorário em decorrência dos títulos conquistado no esporte. Em 2012 recebeu o título troféu imprensa da cidade de São Carlos. 

Em 2015 a convite do Comitê Paralímpico Brasileiro e Comitê Paralímpico Internacional, foi atleta modelo para o curso de classificadores internacionais dos respectivos comitês olímpicos das américas. Estiveram presentes nesse curso mais de 20 países das Américas.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias