quarta, 22 de maio de 2024
Esportes

Nove tenistas disputam torneios profissionais

Jogadores que integram o CFR estreiam no Challenger de Campinas e no ITF de Cochabamba

19 Set 2015 - 07h58Por Redação
Nicolas Santos estará presente na competição que acontece na Hípíca, em Campinas. Foto: João Pires/FotoJump - Nicolas Santos estará presente na competição que acontece na Hípíca, em Campinas. Foto: João Pires/FotoJump -

Tiago Lopes, Ricardo Hocevar, Nicolas Santos e Caio Silva estreiam neste final de semana no qualifying do Challenger de Campinas, que distribui 50 mil em prêmios, com hospedagem, realizado em quadras de saibro. Victor Bertoldo, Gabriel Torres, Gabriel Tumasonis, Luiz Britto e Rodrigo Perdigão disputam o quali do ITF de Cochabamba, na Bolívia, neste sábado. Os tenistas fazem parte do Centro de Formação e Rendimento, CFR, de São Carlos, comandado por Elson Longo.

Neste sábado entram em quadra na Hípica de Campinas, Nicolas Santos e Caio Silva em busca de uma vaga na segunda rodada do quali. "Espero um jogo bem difícil. Conheço o meu adversário e ele vem jogando bem, mas estou preparado e confiante para tentar jogar meu melhor tênis", explicou Nicolas que enfrenta na estreia Asdrubal Gobernate. Já Caio Silva encara Oscar Gutierrez.

Tiago Lopes e Ricardo Hocevar estreiam domingo. Lopes espera o jogo de vencedor entre Yuri Andrade e Gabriel Decamps. Hocevar enfrenta quem ganhar entre Sergio Galdos e Fernando Yamacita.

Fernando Romboli está garantido na chave principal do Challenger de Campinas e deve estrear segunda ou terça-feira.

Na Bolívia, outros cinco tenistas da equipe jogam neste sábado no ITF Future de US$ 10 mil de Cochabamba, em quadras de saibro. Victor Bertoldo estreia contra o mexicano Andres Cerdan, Gabriel Torres joga contra o boliviano Alejandro Dourado, Luiz Britto enfrenta o boliano Gonzalo Apaza e Rodrigo Perdigão estreia contra o argentino Alejandro Orihuela. Cabeça 1 do quali Gabriel Tumasonis espera o vencedor entre o boliviano Celso Rojas e o argentino Facundo Alvo.

"Essa semana vai ser uma semana muito boa, apesar da altitude de 2600 metros que estamos, acho que os jogadores estão bem mais acostumados agora com o fato da dificuldade da respiração, com a velocidade da bola, que são duas coisas que influenciam muito quando a altitude é elevada, e influenciaram muito em La Paz (onde jogaram na semana passada), então com certeza eles vão estar bem mais confiantes para jogar aqui. Todos estão com mais ritmo de jogo, pois já é nossa terceira semana da gira", explicou Felipe Porto, treinador do CFR, que acompanha a equipe na Bolívia. Na primeira semana, os tenistas jogaram em Santa Cruz de la Sierra e depois em La Paz. Após este torneio de Cochabamba, eles retornam para o Brasil.

Leia Também

Últimas Notícias