sexta, 19 de abril de 2024
Hora de decisão

Mesmo em ascensão, Grêmio não teme o SKA nas quartas da A4

Time de Santana do Parnaíba vem de série invicta e com cinco vitórias; Lobo teve campanha de regularidade

03 Abr 2024 - 08h43Por Marcos Escrivani
Rafael, sobre o perigo do mata-mata na A4: "São jogos eliminatórios que não permitem erros e nem falhas" - Crédito: Fernando Zanderin JúniorRafael, sobre o perigo do mata-mata na A4: "São jogos eliminatórios que não permitem erros e nem falhas" - Crédito: Fernando Zanderin Júnior

Nas últimas rodadas da fase de classificação do Campeonato Paulista da Série A4, o SKA Brasil estava na "zona da degola", sofrendo sérios riscos de ser rebaixamento para a Série B. Porém, em uma bela arrancada nas últimas seis rodadas, o time de Santana do Parnaíba engatou resultados promissores e de um time quase rebaixado, se candidatou a lutar pelo acesso, a ponto de terminar a fase em sétimo lugar com 23 pontos e irá pegar o Grêmio São-carlense que tem a segunda melhor campanha, com 29 pontos.

O SKA somou neste período cinco vitórias e um e vem com moral para as quartas de final. Já o Grêmio teve uma campanha estável ao longo da fase de classificação, que teve 15 rodadas. Uma campanha de regularidade.

Sob o comando do agora efetivado Rafael Sundermann, o Grêmio se prepara para o jogo de ida, que será neste sábado, 6, às 15h no gramado sintético do estádio municipal Prefeito Gabriel Marques da Silva.

O Lobo da Central terá pela primeira vez força máxima. Nenhum jogador está entregue ao departamento médico ou suspenso. Em entrevista, Rafael disse que não há motivo para temer o SKA, mesmo com a série invicta.

Ressaltou que as oito equipes classificadas mostraram qualidades e o importante nesta fase eliminatória e não cometer erros, já que eles podem ser fatais. Salientou ainda que o time não irá mudar a forma de jogar.

Na fase de classificação, no estádio municipal Professor Luís Augusto de Oliveira, o Luisão, Grêmio e SKA ficaram no 0 a 0 e a partir de agora, no mata-mata, o time são-carlense joga por dois resultados iguais (dois empates ou vitória e derrota pelo mesmo placar) para se classificar para a semifinal. O segundo jogo será em casa, por ter a melhor campanha na primeira fase.

A entrevista

São Carlos Agora - Encarar o SKA, que vem em ascensão (cinco vitórias e um empate) é perigoso?

Rafael Sundermann - Todos os adversários nessa segunda fase são perigosos. O SKA é um belíssimo time, cresceu muito na competição e com certeza irá fazer um grande duelo com nossa equipe.

SCA - Na sua opinião, seria o pior adversário nesta fase da competição?

Rafael - Como eu disse, os oito clubes classificados chegam em igualdade na competição. Todos se classificaram com méritos, há um grande equilíbrio em todos os confrontos.

SCA - Pelo fato do SKA ter esta série invicta, preocupa? O adversário por estar bem mais incentivado?

Rafael - Já enfrentamos a equipe do SKA anteriormente e sabemos da qualidade do seu time, porém nos classificamos em segundo lugar geral e com certeza eles devem estar muito preocupados com nossa equipe também.

SCA - Agora que termina a competição de regularidade e começa o eliminatório, muda forma de atuar? A maneira do atleta entrar em campo?

Rafael - A forma de atuar não muda, porém a atenção e a concentração é dobrada nessa altura do campeonato. Chegamos nessa fase com todos os atletas à disposição, com nosso DM (departamento médico) vazio e todos entendendo nossa maneira de atuar.

SCA - Considera que erros agora podem ser fatais?

Rafael - Sim, com toda certeza. Jogos eliminatórios não permitem erros e nem falhas. Aprendemos bastante nesses últimos três anos e estaremos atentos a cada detalhe.

Temos a vantagem de jogar por dois resultados iguais e decidir em casa, fatores que são muito importantes nesse mata-mata.

Leia Também

Últimas Notícias