Menu
segunda, 06 de dezembro de 2021
Basquete

Meneghelli/Objetivo mantém invencibilidade e Lucas Santos desequilibra

Equipe são-carlense fez 88 a 84 em Tupã e ala são-carlense faz exibição de gala e termina como cestinha: 26 pontos

29 Set 2018 - 16h43Por Marcos Escrivani
Meneghelli/Objetivo mantém invencibilidade e Lucas Santos desequilibra - Crédito: Marcos Escrivani Crédito: Marcos Escrivani

Eficiente na defesa e decisivo no ataque. O ala Lucas Santos teve uma atuação de gala na manhã deste sábado, 29, no ginásio de esportes Clube dos Bancários, na Vila Nery e ajudou a equipe sub17 de basquete masculino Meneghelli/Objetivo a manter a invencibilidade na fase de classificação da Liga Centro Oeste Paulista, ao vencer Tupã por 88 a 84 (45 a 36).

Foi a sétima vitória seguida do time são-carlense. A invencibilidade foi mantida e consequentemente a primeira colocação assegurada.

A partida foi de excelente nível técnico, uma vez que as duas equipes estavam invictas no torneio.

No primeiro tempo, o Meneghelli/Objetivo dominou o jogo e foi eficiente nos ataques e venceu os dois quartos e chegou a abrir nove pontos de diferença ao vencer por 45 a 36.

Na etapa final, a equipe são-carlense sofreu um apagão momentâneo e os visitantes se aproveitaram para virar e abrir seis pontos de vantagem.

Meneghelli solicitou tempo e colocou a casa em ordem. O equilíbrio técnico retornou e começou a aparecer o jogo de Lucas Santos, eficiente no sistema decisivo e fatal nas jogadas de ataque. Terminou como cestinha ao anotar 26 pontos.

Destaque da partida com jogadas individuais, Lucas Santos manteve a humildade. “Não fiz uma boa partida”, disse. “Valeu mais o conjunto. Se fiz mais pontos é que meus companheiros me ajudaram”, emendou.

Sobre a sua evolução ao longo da temporada, o ala responsabilizou o técnico Nivaldo Carlos Meneghelli Júnior. “Nos treinos, ele me orienta e me ajuda muito. Me dá liberdade para que eu possa evoluir e melhorar a cada jogo”, ponderou.

Sobre a invencibilidade garantida, o são-carlense não escondeu a felicidade. “Não nego que é gostoso essa sensação. É muita alegria. Ainda mais poder trazer as finais para São Carlos”, afirmou.

MUITO TRABALHO

Ao final da partida, com a voz rouca, Meneghelli afirmou que a vitória em cima de Tupã é fruto da dedicação dos jogadores, mas elogiou o trabalho da técnica Natane. “A professora é dedicada e montou uma excelente equipe. Isso é fruto de muito trabalho. Quem ganha são os atletas e a torcida. Um jogo em alto nível”.

A vitória ‘apertada’ segundo Meneghelli mostrou a força do basquete das duas equipes e com isso salienta que tudo está em aberto na categoria sub17. “Conseguimos vencer. Mas em segundos, estávamos atrás no placar. O basquete é isso. Adrenalina pura. Mas estou satisfeito pelo resultado. Entretanto nada está decidido e temos mais obstáculos para superar. Mas vamos trabalhar para trazer as finais para São Carlos”, finalizou o treinador são-carlense.

Meneghelli/Objetivo: Vinícius, Cipriano, Gabriel, Caio, Pedro Santos, Lucas, Cavaletti, Pedrão, Mattoso, Lucas Santos, Gabrielzão e Valente. Técnico: Meneghelli.

Tupã: Gustavo, Alex, Vitor Hugo, Carlos, Fuzinelli, Kainã, Daniel, Kauã e Genésio. Técnica: Natane.

Árbitros: Gilmar Ribeiro e Edson Brambilla. Apontadora: Juliana Pante Souza. Cronometrista: Heitor Pacífico Santos.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias