Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Sub20

Florentino aponta chave difícil, mas confia na classificação do Grêmio

31 Jul 2018 - 10h40Por Gustavo Curvelo/colaborador
Grêmio pega o Brasilis na primeira apresentação do Paulista sub20 - Crédito: Gustavo Curvelo/DivulgaçãoGrêmio pega o Brasilis na primeira apresentação do Paulista sub20 - Crédito: Gustavo Curvelo/Divulgação

A equipe sub20 do Grêmio Sãocarlense dá seu primeiro passo no Campeonato Paulista da 2ª Divisão neste sábado, 4. Às 10h, o Lobão recebe o Brasilis, de Águas de Lindóia, no Estádio Municipal Prof. Luís Augusto de Oliveira “Luisão”, iniciando sua luta para ficar com a primeira ou a segunda colocação do Grupo 4 e avançar automaticamente para a próxima fase.

À beira do gramado, vontade de vencer é o que não falta para o treinador Anderson Florentino. Preparando a equipe há aproximadamente um mês, o comandante técnico acredita em uma chave complicada, mas busca no desafio a principal motivação para tentar ir adiante no estadual.

“Poderíamos torcer para fazermos parte de um grupo relativamente mais fácil, que é melhor para quem quer se classificar ou mostrar trabalho, mas para quem quer chegar longe e conquistar algo a mais, como é o nosso caso, é até mais interessante estarmos em um grupo difícil como este. Não podemos lamentar as adversidades ou querer escolher adversário, e sim vencer os jogos e conquistar os pontos necessários para nos classificarmos”, comenta Florentino, que defrontará ainda com Comercial, Jaguariúna e a atual campeã Itapirense na primeira fase.

Neste sentido, o Grêmio tem buscado realizar uma preparação de alta intensidade para a competição, o que já resultou, na prática, na disputa de sete jogos-treinos, sendo um deles contra a Matonense, equipe classificada para a segunda fase do Campeonato Paulista Sub-20 – 1ª Divisão.

“É importante realizarmos estes jogos porque a gente pode medir o comportamento da nossa equipe. Na ocasião da partida contra a Matonense e em outros compromissos, aliás, significa ainda testar o time diante de adversários de alto-rendimento que treinam todos os dias para jogar os 90 minutos, que é a nossa realidade, gerando um parâmetro para demonstrar em que nível estamos”, disse.

Para os últimos dias de treinamentos antes da estreia, Florentino agrega mais um fator para o cotidiano gremista. Trata-se do psicológico, que tem, para ele, importância fundamental no jogo inaugural.

“Continuamos o trabalho físico, técnico e tático, mas o momento é de explorar também o aspecto emocional. Por isso, chamamos alguns conhecidos para palestrar sobre essa ansiedade de disputar uma primeira rodada, conversando, dando apoio e mostrando a realidade para os atletas”, finaliza o treinador.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias