sexta, 19 de abril de 2024
Reabilitação garantida

Em noite de tango, deu Gabriel Argentino

Atacante fez os dois gols da vitória do Grêmio São-carlense; vice-liderança garantida

21 Fev 2024 - 20h59Por Marcos Escrivani
Gabriel Argentino comemora um dos gols na vitória por 2 a 1 frente o Penapolense - Crédito: Fernando Zanderin JúniorGabriel Argentino comemora um dos gols na vitória por 2 a 1 frente o Penapolense - Crédito: Fernando Zanderin Júnior

A apresentação no 100º jogo oficial não foi um primor, mas foi de tango. A apresentação razoável garantiu a vitória e a reabilitação na fase de classificação do Campeonato Paulista da Série A4. Na noite desta quarta-feira, 21, com dois gols de Gabriel Argentino, o Grêmio São-carlense venceu o Penapolense por 2 a 1 e garantiu a reabilitação na competição.

Com o resultado, o Lobo foi a 13 pontos e garantiu a segunda colocação na competição. O líder é o XV de Jaú que venceu o Jabaquara em Santos pela contagem mínima e foi a 15 pontos.

A partida foi realizada no estádio municipal Professor Luís Augusto de Oliveira, o Luisão, e o time de Leandro Mehlich fez o suficiente para vencer o Penapolense. A equipe encontrou dificuldades e não fez uma grande partida. Mas a conquista dos três pontos foi fundamental para manter o Lobo entre os primeiros colocados do campeonato. Alê, contra, fez o gol visitante aos 51 minutos da etapa final.

O jogo

No primeiro tempo, de raras chances de gol, o Grêmio São-carlense foi letal. Duas chances claras e dois gols, anotados por Gabriel Argentino.

Nos minutos iniciais, a Penapolense foi melhor, mas sem objetividade. Já o Lobo, pragmático, previsível e só ligações diretas.

Assim, o jogo transcorria sem emoções até que, em um lance isolado, Fabrício demonstrou oportunismo e conseguiu cruzar para Gabriel Argentino que se jogou na bola e venceu Romário. Aos 20 minutos, o Grêmio vencia e o gol trouxe tranquilidade.

A partida ficou equilibrada, mas truncada. Muitas faltas e pouca criatividade das duas equipes. Mas, melhor para o Grêmio que novamente mostrou objetividade.

Emerson desarmou o zagueiro Hércules que tentava sair para o jogo, foi até a linha de fundo e novamente Gabriel Argentino, de cabeça, ampliou, aos 32 minutos.

Com a vantagem tranquila, os comandados de Mehlich passou a tocar a bola e não deu a mínima chance ao Penapolense que, nos 45 minutos iniciais, não deu trabalho para Gustavo Belli.

Na etapa final, perigosamente, o Grêmio recuou e pouco produziu. Saia somente em contra-ataques sem perigo para Romário e sofreu grande pressão do Penapolense que teve aos 23 minutos, uma penalidade máxima que foi desperdiçada por França que isolou no chute e mandou a bola para fora do Luisão.

Na etapa final sobrou transpiração nos atletas duas equipes, mas faltou inspiração. Os goleiros praticamente não trabalharam e o Grêmio garantiu a vitória e a vice-liderança da A4. Aos 51 minutos, em um lance infeliz, o volante Alê fez contra as próprias metas, o tento de honra do time visitante.

Leia Também

Últimas Notícias