segunda, 22 de julho de 2024
Decepcionou!

Com um a mais, Grêmio perde no Luisão

Pouco criativo, Lobo fez uma apresentação monótona; não faltou transpiração, mas sem inspiração

22 Jun 2024 - 17h57Por Marcos Escrivani
Decepcionou: Grêmio perdeu em casa em um jogo de baixo nível técnico - Crédito: Fernando Zanderin JúniorDecepcionou: Grêmio perdeu em casa em um jogo de baixo nível técnico - Crédito: Fernando Zanderin Júnior

Se em Rio Claro, no empate em 1 a 1, o Grêmio surpreendeu com um bom futebol, na estreia em casa decepcionou pela segunda rodada da Copa Paulista. Na tarde deste sábado, 22, no estádio municipal Professor Luís Augusto de Oliveira, o Luisão, perdeu para o Taquaritinga pela contagem mínima.

O Grêmio jogou todo o segundo tempo com um atleta a mais, pois Luís Otávio, do CAT, foi expulso aos 41 minutos do primeiro tempo. Mesmo assim, o Lobo praticou um futebol de baixo nível técnico. O gol solitário da partida foi marcado por Andradina aos 49 minutos do primeiro tempo. Os jogadores do Grêmio mostraram uma determinação e tentaram o empate, mas faltou inspiração.

No outro jogo da rodada, no estádio Barão da Serra Negra, XV de Piracicaba e Rio Claro ficaram no 1 a 1.

O jogo

O primeiro tempo foi de poucas emoções, mas quem levou a melhor foi o CAT. Mesmo com um atleta a menos. Com um gol nos acréscimos venceu os 45 minutos iniciais.

No primeiro tempo, Lucas Bergantim e Saldanha não trabalharam. Os ataques foram poucos criativos e o jogo monótono.

A “temperatura subiu” nos minutos finais. Em 32 segundos, após duas entradas violentas, o volante Luís Otávio, do CAT foi expulso aos 41 minutos.

Por ironia do destino, o jogador que causou a expulsão do atleta visitante, foi o responsável pelo gol do CAT. A bola foi lançada na área do Grêmio e o zagueiro Ricardo Batista tentou ‘cortar’ e furou bisonhamente. A bola sobrou para Andradina que fez 1 a 0.

Com um atleta a mais, a perspectiva era de que o técnico Alexandre Grasseli colocasse a equipe no ataque. Fez alterações, mas os atletas que foram à campo, nada criaram. O jogo perdeu intensidade e o goleiro Saldanha pouco trabalhou. Com um jogador a menos, o Taquaritinga só se defendeu e os 45 minutos finais foi de um jogo pobre tecnicamente e sem emoção.

Leia Também

Últimas Notícias