Menu
terça, 29 de setembro de 2020
Basquete

Classificado para as finais, Meneghelli/Objetivo quer jogar em casa

15 Out 2018 - 08h00Por Marcos Escrivani
Classificado para as finais, Meneghelli/Objetivo quer jogar em casa - Crédito: Marcos Escrivani Crédito: Marcos Escrivani

Com uma campanha 100% até o momento, com sete vitórias em sete jogos, a equipe sub17 de basquete masculino Meneghelli/Objetivo tem uma nova meta na temporada 2018: trazer as finais da categoria para São Carlos.

Para tanto tem que terminar em primeiro lugar a fase de classificação do campeonato promovido pela Liga Centro Oeste Paulista.

Se depender da disposição do técnico Nivaldo Carlos Meneghelli Junior e de todos os atletas, a meta será alcançada. Entretanto restam ainda três obstáculos. Todos fora de casa.

No dia 20 de outubro enfrenta Assis. Uma semana depois, Tupã. Depois encara Iacanga, possivelmente no dia 10 de novembro, no encerramento da fase.

“Para trazermos as finais para São Carlos, a matemática é simples: vencer os três jogos. Mas estamos cientes de todas as dificuldades”, disse Meneghelli.

SEM PENSAR LÁ NA FRENTE

O desejo é terminar invicto a fase de classificação. “É um gosto pessoal, um sonho”, assume Meneghelli. Mas, sendo realista, ele afirmou que seu papel é preparar o time para um compromisso de cada vez, sem querer pensar nas finais.

“Temos três desafios, três decisões. A primeira é Assis e é somente neste time que estamos focados. A gente sente os atletas ansiosos. Nosso trabalho é conversar bastante e orientar. É como se o campeonato começasse agora para nós”, analisou.

ALTO NÍVEL

Meneghelli salienta que o campeonato sub17 de 2018 da Liga Centro Oeste é marcado de forma positiva, pois o nível técnico dos adversários impressiona. “Garça, Araçatuba, Tupã e Assis realizam um excelente trabalho na base. Temos que respeitar e aplaudir”, disse.

Por este motivo ele salienta que, apesar da sua equipe estar invicta, há ainda muitas pedras no caminho para que possa se pensar em um título. “Conhecemos todos os adversários. E eles conhecem nosso jogo. Começamos do zero em 2018, temos um time de alto nível técnico e os adversários também. Portanto, muitas emoções estão reservadas. Mas o que me deixa tranquilo é que esta meninada acreditou no nosso trabalho e no potencial que cada um tem. São concentrados e focados. Entenderam e assimilaram nosso esquema tático. Portanto, vai haver ainda muito teste cardíaco para os pais e para a torcida”, finalizou o treinador.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias