Menu
quinta, 09 de abril de 2020
Post Patrocinado

Atividades físicas diferentes para tentar

28 Fev 2020 - 06h00Por Experta Média
Atividades físicas diferentes para tentar - Crédito: Livre e Leve Crédito: Livre e Leve

Iniciar o hábito de se exercitar pode ser difícil, mas permanecer em um programa de atividades físicas é ainda mais complicado. 

Quem diz isso são os pesquisadores brasileiros Sandro Sperandei, Marcelo Vieira e Arianne Reis que acompanharam por dez anos uma academia no Rio de Janeiro.

A conclusão da pesquisa foi surpreendente: de todas as pessoas que deram entrada na academia, apenas 64% permaneceram após o terceiro mês.

E, com o passar do tempo, a desistência aumenta. Só 3,7% das pessoas conseguiram permanecer por mais de um ano. 

Ou seja, a taxa de abandono de atividades físicas em academias é gritante. Os motivos variam de pessoa para pessoa, porém costumam estar relacionados a uma falta de resultados rápidos e pouco prazer na hora de realizar as atividades.

Com qualquer exercício, é preciso disciplina e persistência para garantir não só emagrecimento e músculos mais definidos, mas também menos cansaço e desmotivação com as tarefas do dia a dia. 

Portanto, devido à importância de permanecer por um tempo considerável em uma rotina de exercício, é essencial encontrar uma atividade que dê prazer e que motive a pessoa a se movimentar.

Por isso, esse artigo traz cinco atividades físicas um pouco mais diferentes para ajudar a todos que ainda não encontraram o seu exercício ideal.

1. Bungee Dance

Uma atividade super recente no mundo fitness é a Bungee Dance.

Inventada por um grupo de tailandeses há alguns anos, a aula mistura movimentos de dança, acrobacia, saltos e flexões.

Os alunos ficam presos ao teto por elásticos de bungee jump, daí o nome. Assim, podem se movimentar pela sala, como se pesassem bem menos - quase como se estivessem andando pela Lua.

O exercício, que desafia a gravidade, é muito divertido e aumenta bastante a frequência cardíaca. É possível perder até 400 calorias em uma hora de aula, sendo ideal para quem quer perder peso de uma maneira nada comum e, ainda de bônus, fortalecer os músculos.

Em relação às roupas fitness para a realização das aulas, não tem muito mistério: calças ou shorts de ginástica com tops e blusas apropriados - como se estivesse na academia, mesmo. 

2. Ballet fitness

O Ballet Fitness uni movimentos da ginástica tradicional com os do ballet clássico. 

As aulas têm bastante agachamento, abdominais, além de treino na ponta e posições da dança, como o plié e grand-plié. Alguns movimentos, inclusive, são feitos com o apoio da barra. 

É uma modalidade excelente para se ganhar resistência física, melhorar a postura e tonificar os músculos. Não à toa, vem fazendo bastante sucesso recentemente. 

A vestimenta segue a mesma lógica das aulas de Bungee Dance. As alunas costumam vestir calças legging fitness ou shorts e tops de ginástica.

3. Pole Dance

O Pole Dance é mais um exemplo de atividade cada vez mais comentada no mundo fitness.

Com sua origem no universo circense, a prática consiste em acrobacias, giros e escaladas no pole. 

Não há nenhuma restrição de gênero, peso ou idade, sendo, assim, uma atividade que pode ser praticada por todos.

Engana-se também quem pensa que o Pole Dance é algo que necessariamente trabalha a sensualidade.

Apesar de poder, sim, ter um aspecto mais sensual, há diversas outras modalidades, como o Pole Acrobático e o Contemporâneo - mais focados em força, subidas na barra e movimentos de dança. 

É uma atividade bem interessante que trabalha com diversos aspectos do corpo. Fortalece os músculos, aumenta o alongamento, ajuda a autoestima, além de ser muito bom para intensificar a consciência corporal dos alunos.

Para a atividade, o ideal é usar shorts um pouco mais curtos e um top fitness.

Se a pessoa ficar desconfortável, não há nenhum problema em vestir blusas também, porém, o maior contato da pele com a barra, garante maior aderência ao pole. 

4. Boxe

As lutas também são modalidades muito interessantes e conhecidas, porém nem sempre cogitadas como opção. Um exemplo é o boxe. 

O foco das aulas está nos braços, ombros e abdômen, mas a atividade trabalha também todo o corpo, com movimentos rápidos e constantes. 

Além da luta em si, os alunos treinam o condicionamento físico, com abdominais e pulos de corda, por exemplo. Por isso, é uma atividade que faz bem para diversos aspectos da saúde.

Aumenta a resistência, fortalece os músculos, auxilia bastante no controle respiratório e também é uma ótima pedida para o alívio do estresse. 

5. Spinning aquático 

Muitos já conhecem o spinning tradicional, no qual um grupo de pessoas se reúne em uma sala - normalmente escura e com músicas altas - para pedalar bicicletas ergométricas, de uma maneira rápida e intensa. 

Porém, o spinning aquático ainda não é algo tão comentado. A principal diferença dessa modalidade é que as bicicletas se encontram dentro da piscina. 

Além de ser ideal para trabalhar a resistência, força nas pernas e glúteos e auxiliar na redução do estresse, como a atividade tradicional, o spinning aquático também é ótimo para trabalhar os membros superiores, já que os alunos podem realizar movimentos com os braços dentro da água.

Uma outra grande vantagem é que, como o corpo fica mais leve na piscina, as chances de lesões musculares e articulares são bem menores. 

É igualmente indicado para quem quer perder peso, já que uma hora de aula pode queimar até 500 calorias. 

 
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias