segunda, 17 de janeiro de 2022
Artigo Rui Sintra

Retrocesso?...

07 Jan 2022 - 08h47Por (*) Rui Sintra
Retrocesso?... -

A COVID-19, e, mais recentemente, o surto de Influenza, trouxeram novamente os receios de contaminações entre a população e a sobrecarga de todo o sistema de saúde, colocando em risco, também, a recuperação da economia, quer em níveis local e regional, como também em termos nacionais. Como se não bastasse a recrudescência da COVID-19 em sua linhagem original, o aparecimento da variante Ômicron e, mais recentemente, a identificação de outra variante detectada na França (IHU) com mais de quarenta mutações genéticas, leva-nos a uma sensação de pessimismo em relação ao futuro num curto e médio prazos. Os postos de saúde, clínicas e hospitais começam a ficar lotados e é visível um retrocesso em todas as medidas que foram tomadas visando uma normalização da vida dos cidadãos. Festas de Carnaval proibidas, viagens de cruzeiro suspensas, eventos com grande número de pessoas cancelados, tudo indica que as coisas estão piorando da mesma forma que está acontecendo na Europa. Existe, sim, uma preocupação crescente na sociedade em face a esse agravamento da pandemia, preocupação essa que também está sendo sentida pelos poderes públicos. Por exemplo, será que as aulas presenciais irão voltar? De que forma e com que segurança? Em São Carlos, a luz amarela já acendeu e devemos todos estar muito atentos ao que se passa ao nosso redor, acompanhando atentamente as informações e orientações que são dadas pelos responsáveis da área de saúde e pela Prefeitura Municipal. Contudo, a participação ativa do cidadão é fundamental: o uso de máscaras e de álcool em gel, o controle de pessoas dentro dos estabelecimentos comerciais, o distanciamento social e a escolha de locais arejados para atividades sociais de pequeno porte, bem como o trabalho em home-office (sempre que possível) são fundamentais para que a pandemia não singre. Essas responsabilidades estão nas nossas mãos e não nos poderes instituídos. Se cumprirmos essas regras e obrigarmos a que sejam cumpridas, estaremos contribuindo grandemente para que a situação sanitária não piore mais do que já está.

(*) O autor é Jornalista profissional / Membro da GNS Press Association (Alemanha) / Correspondente internacional freelancer. MTB 66181/SP.

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Últimas Notícias