Menu
sábado, 10 de abril de 2021
Artigo Rui Sintra

Pessoas que nos marcam

20 Mar 2021 - 06h00Por (*) Rui Sintra
Pessoas que nos marcam -

É um fato que ao longo de nossas vidas muitas pessoas marcam positivamente a nossa caminhada, quer através de contributos pessoais, quer ainda no espectro profissional, principalmente incutindo em nós mesmos formas de ser e estar que certamente nos transformam em melhores cidadãos, melhores seres humanos, e onde o conceito do respeito pelos outros se transforma em uma pedra basilar.

Há cerca de onze anos atrás, quando eu ainda usava fraldas na área do jornalismo científico em São Carlos, principalmente na Física da USP, as figuras de Yvonne Primerano Mascarenhas e de seu ex-marido, Sérgio Mascarenhas, fizeram com que muitas vezes me debruçasse sobre mim mesmo questionando o quão seria capaz de enfrentar tamanho desafio de me dedicar à divulgação da Ciência junto da sociedade, que, como sabemos, é extremamente exigente. Teria sido bastante difícil para mim singrar esse caminho com sucesso, não fossem as palavras de estímulo e os ensinamentos valiosos, delicados e constantes transmitidos por esse maravilhoso casal que dedicou (e dedica) suas vidas à Ciência em São Carlos, no Brasil e no mundo.

Não mais esqueço a primeira vez que conversei com o Prof. Sérgio Mascarenhas (93), durante a primeira entrevista que lhe fiz. “Rui, é muito bom ter um jornalista do Instituto de Física conversando comigo. Sabe, eu até me sinto de alguma forma constrangido, pois a nossa conversa vai ser sobre Ciência, mas não aquela ciência que usualmente é difundida e discutida entre os pares, entre nós, cientistas: sabe, sua sugestão de falar sobre ciência para o público leigo é, para mim, um tremendo desafio, que aceito com muito prazer. É uma forma de estendermos e fazermos entender a educação a todos, sem exceção”. Sinceramente, fiquei incomodado, pois Sérgio Mascarenhas estava carregando em meus ombros uma responsabilidade enorme perante o público. Foi uma entrevista lindíssima, com um Sérgio Mascarenhas impecável, solto. “Meu guru da comunicação do Instituto...”, repete Sérgio cada vez que se cruza comigo, visivelmente divertido por me ver ruborizar perante aquilo que é certamente um tremendo exagero.

Yvonne Primerano Mascarenhas (90) é outro marco na minha vida profissional e, certamente faço coro junto aos demais que, a par com Sérgio Mascarenhas, consideram ela como um dos principais baluartes do ensino superior de São Carlos, quer na USP, quer na UFSCar, já para não falar na sua fantástica e reconhecida contribuição para a ciência nacional e internacional. Usualmente tratada por Profª Yvonne, muitas vezes carinhosamente chamada de Dona Yvonne, ela é aquela pessoa que gostaríamos de ter sempre ao nosso lado, não só nos aspectos educacional e científico, como também - e principalmente - no quesito de cidadania. A Profª Yvonne Primerano Mascarenhas é como uma ponte que você tem que atravessar: ela te dá a opinião baseada em sua experiência de vida, o conselho, a reflexão, a visão de futuro - ela te dá segurança. Dona Yvonne consegue transmitir seus conhecimentos científicos, educacionais e culturais, diluindo-os harmoniosamente nos conceitos de cidadania “Um vínculo jurídico que traduz a condição de um indivíduo enquanto membro de um Estado, constituindo-o como detentor de direitos e de obrigações perante esse mesmo Estado, a Sociedade”. Acho que essa premissa se perdeu com o passar do tempo. Repare que a maioria dos jovens  perdeu até a noção da educação na sua forma mais rudimentar, como, por exemplo, duas simples frases do cotidiano: ‘Bom dia... Boa tarde ou Boa noite’, e  ‘Obrigado’. É surpreendente como as pessoas esquecem o básico”, sublinha a Profª Yvonne, sorrindo, confirmando, sutilmente, que a Educação não se esgota em apenas um diploma, ou certificado.

Foi um tremendo prazer ter podido entrevistar a Profª Yvonne Mascarenhas em 2017, num programa da TV USP São Carlos, onde conversamos sobre sua carreira e pormenores de sua vida pessoal, entrevista essa - com duas partes distintas - que partilho com meus leitores nos links abaixo, num momento em que a Profª Yvonne receberá no próximo mês de junho o “Prêmio Joaquim da Costa Ribeiro – 2021”, outorgado pela Sociedade Brasileira de Física (SBF), sendo a primeira mulher cientista a conquistar essa honraria.

Fica ao critério de meus leitores acompanhar essa bonita entrevista (abaixo), onde muitas das perguntas feitas à nossa cientista vieram exatamente de alguns de seus colegas, também eles atores proeminentes da ciência que se faz em São Carlos, no Brasil e no mundo.

Parte 1 - https://www.youtube.com/watch?v=0jWoMLNbtaU

Parte 2 - https://www.youtube.com/watch?v=k9ipt4Lj6XM

(*) O autor é Jornalista profissional / Membro da GNS Press Association (Alemanha) / Correspondente internacional freelancer. MTB 66181/SP.

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias