Menu
quarta, 27 de janeiro de 2021
Cidade

Sol castiga pessoas em fila na farmácia de alto custo na Vila Nery

15 Set 2017 - 14h34
Foto: Anderson Lucio - Foto: Anderson Lucio -

Uma extensa fila formou-se na manhã e início da tarde desta sexta-feira, 15, na farmácia de alto custo que presta assistência farmacêutica localizada na rua Padre Teixeira, na Vila Nery.

Pessoas idosas e adoentadas que precisam retirar os medicamentos, ficaram expostas durante horas sob um sol forte. O departamento que pertence a Secretaria Municipal de Saúde abriu às portas após o almoço às 13h30. A logística do local obriga as pessoas que estão na fila a retirarem senhas para serem posteriormente atendidas para a retirada o remédio indicado.

Dezenas de pessoas ficaram por várias horas e a revolta aumentou justamente, quando as portas foram fechadas durante o almoço. "Não pode ser feito uma escala entre os funcionários e a farmácia permanecer aberta neste horário?", indagou uma mulher que estava sob o sol.

O São Carlos Agora foi solicitado por várias pessoas que estavam na fila. O aposentado por invalidez João Carlos Elias, 57 anos, residente na rua Episcopal, não escondia a revolta.

Transplantado renal crônico, teceu várias críticas ao atendimento. "Se estamos aqui, é por necessidade. Todo mês é a mesma coisa. É grande a dificuldade para adquirir os medicamentos de rejeição que custam mais de R$ 2 mil. O atendimento não é bom, a burocracia imensa", afirmou.

Elias disse ainda que todas as pessoas são obrigadas a ficar sob um sol quente. "A gente passa mal. Nossa pressão altera. É horrível", resumiu.

TRANSPORTE

Elias também fez severas críticas à atual administração municipal. Segundo ele, a saúde em São Carlos não é tratada com seriedade. "Remédios de alto custo é só aqui, mas parece que será transferido para onde era a farmácia popular na rua Santa Cruz. Mas só isso não resolve", disse.

Até mesmo quanto ao transporte municipal de pacientes, o transplantado criticou. "Preciso ir para Ribeirão Preto a cada dois meses, mas a secretaria não aceita mais a carta do médico e eu, mesmo sendo transplantado renal sou obrigado a ir em uma van junto com outros pacientes. Não estou desmerecendo essas pessoas, mas pessoas com doenças crônicas não deve ser transportada com outros pacientes. Mas isso não está acontecendo", lamentou.

Nota da Prefeitura Municipal

A Secretaria de Saúde informa que a Farmácia de Alto Custo mudará para o prédio da antiga Farmácia Popular no início de outubro, trazendo mais conforto aos usuários.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias