Menu
domingo, 01 de agosto de 2021
Turismo

São Carlos sedia Encontro Regional para discutir perspectivas e possibilidades de geração de emprego e renda

14 Dez 2018 - 07h02Por Redação
São Carlos sedia Encontro Regional para discutir perspectivas e possibilidades de geração de emprego e renda - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Orientar os municípios para a governança, o desenvolvimento e a promoção do Turismo, debater ferramentas e estratégias, perspectivas, possibilidades de geração de emprego e renda, preparar São Carlos para ser um Polo Regional no Desenvolvimento do Turismo. Com este propósito aconteceu na manhã desta quinta-feira, 13, no auditório da Prefeitura de São Carlos, o Encontro Regional de Turismo, evento realizado pela Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, em parceria com a Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Renda (SMTER), através do Departamento de Fomento ao Turismo.

Durante o Encontro Regional de Turismo os participantes acompanharam também palestras de Bianca Colepicolo e Rodrigo Fukunaru.

Para o secretário municipal de Trabalho, Emprego e Renda Walcinyr Bragatto, “O Encontro trouxe elementos importantes em termos de apoio junto às instituições do Estado, financiamentos de recursos, apoios institucionais. É uma união de todos os segmentos para que tenhamos um desenvolvimento do Turismo na cidade de São Carlos e em toda a região com muito mais oportunidades de gerar trabalho, emprego e renda”, disse.

Rodrigo Fukunaru, ministrou palestra sobre o “Marketing de Experiência” e disse que a busca ao turista deve ser pela experiência positiva, agradável e não necessariamente uma mesma experiência turística. “O turista está buscando sair da rotina, ter novas vivências. É necessário saber como construir essa experiência para que o turista possa sentí-la. Não adianta se criar algo que só faça sentido para você, é preciso que as pessoas visitem os municípios e a experiência seja coletiva”, orientou.

A secretária-adjunta de Turismo do Estado de São Paulo Bianca Colepicolo, explicou que o movimento é de alinhamento do discurso, políticas públicas e ações de Turismo no Estado. “Esse encontro é provocativo para expormos os problemas reais e buscarmos soluções porque nós precisamos trazer dinheiro para a cidade, para o Estado, para a casa das pessoas, para as famílias. Vir para São Carlos, reunir a região foi importante para esse processo, alinhar o Turismo como desenvolvimento econômico, gerador de emprego e renda, para isso orientamos os caminhos para trazer investimentos e vender produtos”.

Colepicolo explica que na área de Turismo o Governo investiu recursos para que o Estado de São Paulo tenha boa infraestrutura. Para se ter uma ideia, das 20 melhores rodovias do país, São Paulo tem 19, existem 35 companhias áreas operando. “Temos tudo para termos o turista, falta o produto turístico na prateleira, nós sabermos o que estamos vendendo”, ressaltou.

Ainda de acordo com Bianca Colepicolo, a lição de casa para os municípios trabalharem bem o Turismo é ter Plano Diretor atualizado e participativo, Conselho de Turismo funcionando de fato para ajudar a gestão pública, se relacionar com a Investe São Paulo, com a Desenvolve São Paulo e com a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, buscar investidores, fazer uma boa apresentação da cidade e fazer projetos consistentes baseados na solução de problemas.

Sobre o trabalho de preparar São Carlos para ser um Polo Regional de Desenvolvimento do Turismo, Bianca Colepicolo, disse que ficou feliz em saber que o Plano Diretor de Turismo de São Carlos foi feito de forma consistente com o apoio da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). “Esse é um indicador maravilhoso porque todo mundo correu para montar o Plano Diretor de Turismo pensando nos R$ 600 mil que vem para os Municípios de Interesse Turístico, só que quem fizer o Turismo de forma verdadeira, consistente, vai arrecadar muito mais que esse valor por ano, porque o Turismo traz muita riqueza, gera emprego e renda”, ressaltou.

Segundo, Bianca Colepicolo, atualmente o Turismo corresponde a 10% do PIB, mas pode chegar a muito mais. Essa visão de São Carlos de que o Turismo já está na pasta do desenvolvimento econômico, em uma Secretaria de geração de emprego e renda é um ótimo caminho para articular os demais municípios e ver que não basta ter um atrativo bonito, se ele não virar um produto turístico e não trouxer dinheiro para a cidade. O caminho de São Carlos no desenvolvimento do Turismo é muito bom e vai dar muito certo”, finalizou.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias