Menu
quarta, 22 de setembro de 2021
Cidade

Prefeitura disciplina uso do CEAT e empresários tem prazo até 2012

10 Nov 2010 - 19h09
0 - 0 -


O prefeito Oswaldo Barba sancionou a lei que prorroga o prazo para empresários que possuem lotes no Distrito Industrial Centro Empresarial de Alta Tecnologia Dr. Emilio Fehr – CEAT concluírem suas obras. Agora, os empresários terão até agosto de 2012 para ocupar o terreno.

A solenidade de sanção ocorreu no Paço Municipal e contou com a participação do vice-prefeito, Emerson Leal, dos secretários Marcos Martinelli (Desenvolvimento Sustentável), João Pedrazzani (Governo), entre outros e dos vereadores Antonio Carlos Catharino, Dé Alvim e Ronaldo Lopes, além do vice-presidente do CIESP, Sérgio Pepino, e do representante da Acisc, Alfredo Maffei Neto.

O prefeito Oswaldo Barba foi quem encomendou a lei após reivindicação dos empresários por meio do CIESP. “Embora os empresários já devessem ter utilizado os lotes, fomos sensíveis ao fato de que antes da infraestrutura total ficava difícil investir no distrito”, explicou. Barba fez questão de agradecer aos vereadores, especialmente ao Catharino, que aperfeiçoaram as regras de ocupação.

“O CEAT foi um grande desafio do nosso governo. Essa lei continua defendendo o objetivo da construção do distrito, que é de instalar empresas e criar empregos”, destacou o prefeito. As empresas do CEAT precisam gerar, a cada 2,7 mil metros quadrados de terreno, 10 empregos e ter 500 metros quadrados de área construída.

O vereador Catharino, que coordenou o processo de aprovação da lei na Câmara Municipal, disse acreditar que a nova legislação cumpre a necessidade da Prefeitura. “O objetivo é ocupar 100% do CEAT”, destacou.

Já o diretor do CIESP ressaltou a importância da infraestrutura para que algumas empresas possam iniciar seus investimentos. “Com o trabalho do prefeito Newton Lima e com a coragem do prefeito Barba conseguimos concluir o CEAT”, ressaltou.

Já o secretário de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia da Prefeitura, Marcos Martinelli, disse que atualmente 151 empresas estão cadastradas aguardando um terreno no CEAT. “Isso mostra a importância daquele distrito”, enfatizou.

O CEAT foi criado em 1988 e regulamentado em 2002. O distrito tem uma área total de um milhão de metros quadrados, distribuídos em 185 lotes. Atualmente, este complexo possui 74 empresas, 38 em operação, 9 com processo de retomada, 3 com processos jurídicos em andamento. Desde 2001, a Prefeitura retomou 23 lotes. Com essa nova legislação 20 empresas devem ser beneficiadas.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias