Menu
sexta, 23 de abril de 2021
Cidade

Espaço Interativo de Ciências promove atividades em São Carlos

01 Mar 2018 - 08h33Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

Por meio do extinto Centro de Biotecnologia Molecular Estrutural (CBME) - um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (CEPID's/FAPESP) -, a USP adquiriu, há alguns anos atrás, um prédio que hoje é patrimônio do Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC) e sede do Espaço Interativo de Ciências (EIC). Esse último, que é coordenado pela Profa. Dra. Leila Maria Beltramini, docente do grupo de Biofísica Molecular do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), centraliza as atividades de educação e difusão científicas do Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos (CIBFar/CEPID/FAPESP) - sediado no IFSC. Esse Centro abrange pesquisas nas áreas de química de produtos naturais, química orgânica sintética, biologia molecular e estrutural, bioquímica, química medicinal, planejamento de fármacos e ensaios farmacológicos e microbiológicos, envolvendo a participação de pesquisadores do IFSC, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FLCLRP/USP), da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Integrado por uma equipe de 18 pessoas (doze alunos de graduação, bolsistas do Programa Unificado de Bolsas, uma estagiária, um consultor de TI, uma educadora e três docentes), o EIC oferece visitas a um espaço expositivo, em que há tanto um museu como um jardim medicinal, a partir dos quais os visitantes são informados acerca dos temas científicos relacionados aos estudos do CIBFar - esse projeto é coordenado pela docente e pesquisadora do Grupo de Cristalografia do IFSC, Profa. Dra. Ilana Lopes Baratella da Cunha Camargo.

Além disso, o EIC desenvolve cursos de formação para professores do ensino básico, com a finalidade de estreitar a relação entre esses docentes e a comunidade uspiana, sendo que o EIC também realiza algumas oficinas. Aliás, no EIC, há o desenvolvimento de materiais didáticos, como, por exemplo, jogos e peças para montagem de modelos de DNA. Mais do que isso, o Espaço organiza o Clube de Ciências, em que alunos de escolas públicas de São Carlos são estimulados a realizar experimentos científicos.

Gislaine Costa dos Santos, educadora do IFSC/USP, enfatiza o impacto do EIC na formação dos estudantes bolsistas que atuam no Espaço, uma vez que eles têm que traduzir a ciência para crianças, jovens e adultos.

Anderson Araujo, um dos bolsistas do Espaço, que no decurso deste ano pretende se formar no Curso Interunidades de Licenciatura em Ciências Exatas do Campus USP São Carlos, salienta que o EIC tem sido uma experiência interessante para ele, que por sua vez acredita que a abordagem fora de sala de aula oferece uma vivência diferente, sobretudo aos alunos visitantes que estão acostumados com abordagens cujo foco principal está nas páginas de livros.

Larissa Reis, que está no segundo ano do curso de bacharelado em Ciências Físicas e Biomoleculares do IFSC e que também é bolsista no EIC, comenta que sua vivência no Espaço é enriquecedora, principalmente porque ela aprende com os próprios visitantes, experimentando uma troca de conhecimento.

Em razão da diversidade de público que visita o Espaço, Gislaine diz que, quando chegam ao EIC, os bolsistas passam por um processo de preparação para lidar com as visitas. Nesse sentido, é importante que o aluno bolsista sinta a necessidade do público e consiga abordar os tópicos fundamentais ao longo de uma visita.

ADAPTANDO-SE A NOVAS TECNOLOGIAS

Para a Profa. Leila, o EIC tem surtido efeitos positivos e, portanto, há boas perspectivas para o futuro do Espaço, cuja equipe pretende manter o desenvolvimento de suas atividades atuais, aprimorando-as com recursos tecnológicos.

Além das iniciativas desenvolvidas em sua sede, o Espaço Interativo de Ciências já lançou três aplicativos que podem ser baixados em smartphones: Linha do tempo (permite pesquisar eventos científicos, de acordo com uma data específica), Cruzadinhas EIC: Doenças Negligenciadas (um jogo de palavras cruzadas baseadas na temática Doenças Negligenciadas) e Jardim Medicinal (ferramenta de leitura de códigos disponíveis no jardim medicinal do EIC, que fornece informações sobre algumas plantas).

Os interessados que não têm a oportunidade de visitar o Espaço, podem fazer o download da plataforma EIC Virtual - Visitação Interativa Virtual e conhecer um ambiente virtual que simula a infraestrutura do EIC. (Rui Sintra & Thierry Santos - Assessoria de Comunicação - IFSC/USP)

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias