Menu
quarta, 04 de agosto de 2021
Cidade

Emerson Leal prestigia formatura de 149 Patrulheiros

01 Dez 2011 - 15h24
0 - 0 -

O vice-prefeito Emerson Leal participou na quarta-feira (30) da formatura de 149 alunos do 2º semestre do curso de aprendiz de auxiliar administrativo do Círculo de Amigos do Menino Patrulheiro "Dr. Marino da Costa Terra" (CAMP). A solenidade aconteceu na sede do Italo Brasileiro e neste ano homenageou Paulo Augusto Brasileiro, Diretor Regional da EPTV Central e EPTV Sul de Minas, paraninfo dos formandos. O vice-prefeito representou o prefeito Oswaldo Barba.

A mesa de autoridades foi composta ainda pelo presidente dos Patrulheiros Carlos Alberto Caromano, o vereador Marco Antonio Amaral, representando o poder Legislativo, Ivone Zanchim, vice-presidente da ACISC e a secretária municipal de Cidadania e Assistência Social, Tânia Castilho, entre outros coordenadores e professores.

O vice-prefeito Emerson Leal ressaltou a contribuição da Prefeitura na formação dos jovens patrulheiros ao destacar que atualmente 101 patrulheiros trabalham no serviço público.

"Quero parabenizar a direção e coordenação do curso pela preparação e formatura dos jovens patrulheiros de São Carlos e destacar a formação mais importante, a de cidadãos são-carlenses que deram um passo importante na construção de suas carreiras e futuro profissional, mas acima de tudo ressaltar que estes jovens terão a oportunidade de realizar o sonho de contribuir e servir coletivamente a sociedade", disse o vice-prefeito.

O presidente dos Patrulheiros Carlos Alberto Caromano ressaltou que ao longo de todo o ano a instituição formou 320 alunos e agradeceu a Prefeitura de São Carlos pela contribuição na formação dos alunos. "Faço questão de ser justo, o Círculo de Amigos do Menino Patrulheiro nunca teve um volume de recursos tão grande como o disponibilizado pela Prefeitura nos últimos anos, por isso agradeço ao município pelo resgate dos nossos jovens, apoio, fomento e reconhecimento do nosso trabalho", disse Caromano.

O CAMP - O Camp oferece cursos de capacitação na área de administração, formando os chamados "Aprendizes", que são encaminhados para as empresas, com direito à carteira assinada e direitos trabalhistas.
No período contrário em que estudam, esses jovens recebem formação técnico-profissional e reforço escolar, com intervalos para a prática de esportes e alimentação.

Parceria da Prefeitura com o CAMP
- Atualmente, a Administração possui 101 patrulheiros, que tem contrato de dois anos com a Prefeitura. Sendo 43 desses, do CAMP. Eles exercem funções administrativas e recebem um salário mínimo, FGTS, PIS e vale-transporte

Sobre o homenageado - Paulo Augusto Alves Brasileiro tem 24 anos de EPTV formou-se em Jornalismo pela Puccamp - 1986, Pós-graduado pela Fundação Getúlio Vargas em Gestão Empresarial - 2000, MBA Internacional pela Universidade de Ohio - EUA - 2001.

Começou em 1987, na EPTV Campinas na função de rádio-escuta,          repórter - EPTV Campinas de 87-89, chefe de reportagem - EPTV Sul de Minas 89/91, chefe de reportagem - EPTV Central 91/94, chefe de redação - EPTV Central 94/96, gerente de Jornalismo - EPTV Central 96/98,                gerente regional - EPTV Central Outubro de 98.

Atualmente Paulo Brasileiro exerce os cargos de Diretor Regional da EPTV Central e EPTV Sul de Minas, Diretor da Jovem Pan Araraquara, Diretor Executivo do Jornal A Tribuna Araraquara, coordenador do Festival Viola de Todos os Cantos, promovido pela EPTV nas regiões de São Carlos, Ribeirão Preto, Campinas e Sul de Minas.

História do Patrulheirismo
- O Patrulheirismo foi idealizado na década de 60, quando o Juiz de Direito, Dr. Marino Costa Terra, e sua esposa, a pedagoga, Ophelia Pierroti Costa Terra, decidiram criar um sistema de educação que atendesse ao grande número de adolescentes de baixa renda da periferia da cidade de São Carlos, no Estado de São Paulo.

Em setembro de 1960, Dr. Marino Costa Terra, baseado no Código de Menores vigente na época, iniciou o trabalho de associativismo infanto-juvenil, com o objetivo de promover a inserção social dos adolescentes. Em abril de 1962, foi formado o primeiro grupo de trabalho, composto de adolescentes de baixa renda do bairro Santa Isabel. Por escolha própria, os integrantes do grupo se denominaram patrulheiros e o local de trabalho recebeu o nome de CAMP - Círculo de Amigos do Menino Patrulheiro. O Estatuto do CAMP foi criado em 1963, definindo as linhas e a estrutura do Programa Patrulheirismo.

Com o sucesso na cidade de São Carlos, foi fundada em São Paulo, no dia 4 de julho de 1970, a Federação Brasileira de Patrulheirismo, com a função de divulgar, assessorar e motivar a criação de novos grupos, objetivando a expansão do programa em todo o país.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias