Menu
sábado, 14 de dezembro de 2019
Crime bárbaro

Mãe e padrasto são acusados de espancar e matar criança de 3 anos na Capital

20 Nov 2019 - 13h47Por Redação
Mãe e padrasto são acusados de espancar e matar criança de 3 anos na Capital - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

O padrasto Ewerton Queirós Laurenço, 30 anos e a mãe Isadora Pereira de Souza, 20 anos são os principais suspeitos de espancar e matar Micaelly Luiza de Souza Santos, de apenas 3 anos. Ambos levaram, a criança, já morta, ao hospital Planalto.

Posteriormente foram encaminhados para o 22º Distrito Policial de São Miguel, mas não confessaram o bárbaro crime, ocorrido na noite de terça-feira, 19, na Zona Leste da cidade de São Paulo.

O delegado que cuida do caso pediu a prisão temporária de cinco dias e aguarda a decisão da Justiça e o laudo do Instituto Médico Legal (IML) para saber a causa da morte.

Consta que Micaelly já havia sido internada no dia 5 de novembro no hospital Tíde Setúbal, por suspeita de ter sido espancada.

Carlos Alberto Velucci, diretor do hospital, afirma que a criança não tinha “alguma coisa patológica”, mas tinha “hematomas na face, hematomas no tórax e nos membros”. “Nós avisamos a delegacia, o conselho tutelar, tomamos as providências. Ela foi ao IML fez o corpo de delito, foi internada até o dia 18 [de novembro].”

Diante dos ferimentos, a Justiça determinou que a guarda de Micaelly passasse para a avó materna, de forma provisória, por seis meses.

Na segunda-feira, a pequena vítima recebeu alta e foi levada pela avó para a casa da mãe que mora com o namorado. Segundo a polícia, menos de 24 horas depois, a criança foi espancada até a morte e teria sofrido violência sexual.

O casal disse à polícia que a criança caia muito e por isso havia ferimentos e machucados. O delegado afirma que as explicações não foram suficientes nem fizeram sentido.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias