Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Esportes

Zampieri salva 3 match points para derrotar Rogerinho e vai à final em Medellin

01 Out 2016 - 06h30Por Redação
Foto: João Pires/FotoJump - Foto: João Pires/FotoJump -

Caio Zampieri garantiu vaga na decisão do ATP Challenger de Medellin, na Colômbia, nesta sexta-feira, 30, após vitória de virada, contra o cabeça de chave 3 e  106º do mundo, Rogério Dutra Silva, por 3/6 7/6 (8) 6/2, depois de 2h02 de partida. Esta é a segunda final de ATP Challenger do tenista, que em 2011 foi vice-campeão em Campinas. Agora, Zampieri espera o vencedor entre João Souza, o Feijão, e o argentino Facundo Bagnis.

Na semifinal, o tenista do Centro de Formação e Rendimento (CFR) de São Carlos, salvou três match points no tiebreak do segundo set, quando Rogerinho abriu uma vantagem de 6-4 e depois de 8-7. O jogo foi marcado pelo equilíbrio, com Zampieri vencendo 88 pontos, contra 87 de Dutra Silva.

"Foi um grande jogo, sabia que seria um jogo muito duro e decidido nos detalhes, ganhei um ponto só a mais que ele e acabei vencendo. Estou muito feliz com a final, estava precisando de uma semana assim para ficar motivado", falou Zampieri, que treina em São Carlos, com Elson Longo.

"Estava jogando bem no início da temporada (fez semifinal no ATP Challenger de Leon em abril), depois tive alguns problemas extra quadra, mas direcionei o momento ruim que tive pessoalmente para me focar mais no tênis e treinar mais. Isso me ajudou e agora estou feliz. Amanhã é a final, tenho que ir pra cima e jogar confiante", disse Zampieri.

No caminho para decisão em Medellin, Zampieri superou importantes adversários, na estreia tirou Christian Lindell, depois, o cabeça 8, ex-top 70, Alejandro Gonzalez, e nas quartas, o ex-top 50, Alejandro Falla.

Com os pontos conquistados até o momento no torneio de US$ 50 mil, Zampieri deve ficar entre os 270 melhores tenistas do mundo e subir mais de 80 posições no ranking mundial. O tenista de 30 anos atualmente é 352º da ATP e sétimo melhor jogador do Brasil.

O treinador do CFR, Elson Longo, ressaltou a importância da vitória de Zamperi. "Foi um resultado incrível do Caio, levando em conta a dificuldade do torneio, a qualidade do Rogério Dutra Silva e grandes dificuldades que o Caio superou dentro e fora da quara para conseguir este resultado, que é um grande exemplo de resiliência da parte dele. Então estou muito feliz e orgulhoso por ele e pelo Guilherme Lucente que está lá na Colômbia, acompanhando as partidas. É um resultado muito especial", falou Elson.

Nas duplas, Zampieri e o parceiro de treinos, Fernando Romboli foram superados na semifinal, pelos colombianos Alejandro Falla e Eduardo Struvay, por 6/3 6/4.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias