terça, 17 de maio de 2022
Fase de apreensão passou

Na cola do G3, Grêmio busca pontos em Mogi Mirim

Sem o pesado fardo de ainda não ter conquistado uma vitória, jogadores buscam enganar sequência de bons resultados

03 Set 2021 - 12h35Por Marcos Escrivani
No Luisão, Wallace comemora o gol que deu a primeira vitória ao time na Série B - Crédito: DivulgaçãoNo Luisão, Wallace comemora o gol que deu a primeira vitória ao time na Série B - Crédito: Divulgação

O Grêmio São-carlense irá encerrar o primeiro turno do grupo 3 do Campeonato Paulista da Série B no estádio Vail Chaves, em Mogi Mirim. A partir das 10h deste domingo, 5, encara o tradicional Mogi Mirim em busca de mais um bom resultado.

O time orientado pelo técnico Marcus Vinícius está mais tranquilo. Principalmente após a vitória no meio de semana, em casa, quando bateu a SE Itapirense. O primeiro resultado positivo tirou um pesado fardo das costas da comissão técnica e dos atletas e com isso foi a 4 pontos e está na cola do G3. O Mogi, com 3 pontos, é um perseguidor direto.

Sem poder contar com Jhonatan e Zanatti, ambos lesionados, Marcus Vinícius afirmou que o time está pronto para o desafio, uma vez que tem em mãos um grupo competitivo e apto a buscar a vaga para a segunda fase.

Em Mogi o treinador aguarda um adversário complicado, mas adiantou que não irá alterar a forma do time jogar e que a meta é, no mínimo, trazer um ponto. Mas a meta é a vitória.

ENTREVISTA

São Carlos Agora - A primeira vitória é um ‘fardo’ que sai das costas na Bezinha?

Marcus Vinícius – O nosso time vem em evolução, mas não estava alcançando a vitória e enfim ela veio para dar mais confiança ao elenco na sequência da com competição.

SCA - O time está na quarta colocação e a um ponto do G3. Esta subida traz mais motivação?

Marcus Vinícius - O resultado positivo traz sempre uma confiança ao grupo para trabalhar mais tranquilo. É importante estar próximo do G3 e não deixar muito distância dele.

SCA - Agora o obstáculo é o Mogi, time de tradição, mas que ainda não se firmou. Qual o peso deste jogo no encerramento do turno?

Marcus Vinícius - Jogo fora de casa sempre é difícil. Contra uma equipe forte que também está na briga pelo G3. Responsabilidade muito grande pois uma vitória nos coloca dentro da zona de classificação que é onde almejamos estar.

SCA - Lutando pela vaga no grupo, a expectativa é de um time mais ofensivo, mais cauteloso ou equilibrado? Por que?

Marcus Vinícius - Temos por característica não mudar o nosso modelo de jogo seja dentro ou fora de casa. O que mudamos é a estratégia que varia de jogo a jogo.

SCA - Contra a Itapirense, ocorreram alguns erros nas saídas de bola. Porém a equipe apresentou um jogo mais consistente nos 90 minutos. Está dentro do planejado na Série B?

Marcus Vinícius - Acho natural para um equipe que troca muitos passes, haver erros. Temos trabalhado nos treinos para minimizar esses erros e evoluirmos a cada jogo.

Leia Também

Últimas Notícias