Menu
sábado, 05 de dezembro de 2020
Deu São Carlos na cabeça!

Luiza Fauvel de Moraes é campeã brasileira; amazona dedica vitória ao padre José Antonio, diagnosticado com Covid-19

Após três dias de competição, na Hípica Santo Amaro, são-carlense fez história no torneio nacional montando Pilatus de Piratininga

09 Nov 2020 - 06h49Por Marcos Escrivani
Luiza e Rogério após a conquista do título brasileiro: são-carlense, com apenas 9 anos, faz história no hipismo - Crédito: DivulgaçãoLuiza e Rogério após a conquista do título brasileiro: são-carlense, com apenas 9 anos, faz história no hipismo - Crédito: Divulgação

A pequena amazona são-carlense Luiza Casale Fauvel de Moraes fez história no Campeonato Brasileiro de Hipismo, realizado no último final de semana, na Hípica Santo Amaro, na capital paulista.

Após três dias de competição e seis percursos, a representante da Hípica Damha sagrou-se campeã brasileira na categoria 90 centímetros, montando Pilatus do Piratininga. Em segundo lugar ficou Julia Perfeito Silveira (de Brasília), com Charmwood Jmen e em terceiro, Anna Storrer Muller, do Paraná, em parceria com Cacau Show.

Ao final das provas, ao lado do cavalo Pilatus e com as conquistas no peito, Luiza fez questão de gravar um vídeo e dedicar o título brasileiro ao padre José Antonio Prestes, 71 anos, de Dourado, que foi diagnosticado com a Covid-19 e está internado na UTI da Ala Covid na Santa Casa de São Carlos.

No vídeo, de 24 segundos, sorridente, Luiza deixou a seguinte mensagem: “Oi Padre José, tudo bem? Desejo minha vitória no Campeonato Brasileiro de Hipismo Salto 90 centímetros para você! Para você melhorar. E você vai melhorar. Tenho certeza. E quando você melhorar, você pode ver uma prova de hipismo minha. Daí a gente irá ver uma competição”.

No Campeonato Brasileiro, Luiza teve dezenas de adversários de todo o Brasil e sempre montando Pilatus, ficou em terceiro lugar na sexta-feira, 6 e no sábado, 7. No domingo, 8, na grande finalíssima, coroou de êxito sua performance ao cravar o título nacional.

“Foram três dias espetaculares, consistentes. A Luiza se preparou muito bem e a boa participação estava dentro do previsto. Realizou seis bons percursos em três dias e na final chegou com a condição de ser campeã. Tudo graças ao esforço e dedicação dela nos treinos”, disse o técnico Rogério Radaeli. “O título é o retorno do empenho desta menina”, disse, salientando que em 2021 Luiza estará novamente no Campeonato Brasileiro, mas mudará de categoria. “Ela passará a saltar um metro na categoria mini-mirim”, enfatizou Radaeli.

Micheli Casale e Guto Fauvel de Moraes, pais de Luiza, estiveram presentes no Campeonato Brasileiro. Após muita comemoração devido a conquista da filha, exaltaram o título. “Estou feliz. A conquista é um trabalho em conjunto da Luiza e do técnico Rogério. A dedicação nos treinos foi intensa e como pai, agradeço a Deus esta felicidade e vou continuar a incentivar a Luiza a praticar esporte que ama e que siga seu caminho. Tenho muito orgulho de minha filha”, finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias