Menu
quinta, 15 de abril de 2021
Esportes

Finalizada na região, Copa São Paulo foi de observação e aprendizagem para o Grêmio

17 Jan 2018 - 13h25Por Gustavo Curvelo (colaborador)
Preparadores de goleiros de Grêmio [esquerda] e Ferroviária debateram sobre a função. Foto: Arquivo pessoal - Preparadores de goleiros de Grêmio [esquerda] e Ferroviária debateram sobre a função. Foto: Arquivo pessoal -

Com a derrota do Corinthians para o Avaí nas oitavas de final, os jogos da 49ª Copa São Paulo de Futebol Júnior terminaram na região. No entanto, e apesar de não ter participado da competição que reuniu 128 clubes de todo o país, o torneio foi proveitoso para o Grêmio Sãocarlense, que teve sua comissão técnica interagindo e trocando informações diretamente com profissionais de alguns dos clubes mais estruturados do Brasil.

Acompanhando um total de dez partidas entre as sedes de São Carlos e Araraquara, o treinador Jonathas Mendes e o preparador de goleiros Júlio César Cominotte puderam visualizar o panorama do futebol de base em agremiações do porte de Sport-PE, Corinthians e Ferroviária, pretendendo angariar conhecimento e, possivelmente, adequar ao trabalho do próprio Lobão da Central durante a temporada 2018.

"Foi uma ótima experiência em termos de profissionalismo. Fizemos contatos e aprendemos bastante sobre a parte tática e organização de um clube, que é fundamental. Isso tudo vai ser muito proveitoso para o Grêmio, porque conhecemos novas metodologias e poderemos passar isto aos atletas, mesmo que, por vezes, os resultados apareçam somente em longo prazo", ressalta Júlio César Cominotte.

Comparando com a situação de seus atletas são-carlenses, ele acredita que o Lobão está no caminho certo, apesar do longo trajeto a percorrer. "Observei diversos goleiros na Copa São Paulo e vejo que estamos trabalhando de forma correta. Infelizmente, alguns que vi jogar tinham déficit de fundamentos e eram psicologicamente muito nervosos, mas outros têm personalidade, segurança e apresentam uma boa tomada de decisão", disse o preparador de goleiros, que pôde conversar com exclusividade com o homólogo são-carlense Luiz Fernando dos Santos, da Ferroviária, e com o auxiliar-técnico do Corinthians, Fernando Seabra, entre outros profissionais.

Já o treinador Jonathas Mendes priorizou o conhecimento tático em suas experiências de campo. Participando recentemente de mais um curso promovido pelo Sindicato dos Treinadores do Estado de São Paulo (Sitrefesp), o comandante técnico do Sub-19 gremista em 2017 conferiu novas opções de jogo e as tendências atuais do futebol de base a nível nacional.

"Foi uma oportunidade bastante interessante para acompanharmos o que está sendo colocado em prática no Brasil. Pelo trabalho de Sport e Corinthians, por exemplo, constatamos que o que discutimos no Grêmio há algum tempo está sendo aplicado. Além disso, também houve uma evolução tática dos times, uma maneira diferente de jogar, e possivelmente tentaremos adaptar alguns pontos para a nossa realidade em breve", frisa Mendes.

Segundo ele, o Lobão inclusive já pratica muitos dos fundamentos em seu cotidiano, mesmo com sua diferente condição orçamentária. "Esses jogos que acompanhamos nos deram segurança de nosso trabalho, pois é apenas uma questão de aperfeiçoarmos o que já vínhamos fazendo. Apesar de não contarmos com a mesma estrutura destas equipes de maior expressão, o projeto de jogo é relativamente igual, o que nos faz crer que estamos no caminho certo", finaliza o treinador.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias