Menu
terça, 27 de outubro de 2020
Braçadas de ouro

Festival Sudeste é o desafio de Mirella e Giovana

São-carlenses da LCN/Aquário Fitness caem na água e enfrentam a elite da natação brasileira em Guaratinguetá

17 Mai 2018 - 13h00Por Marcos Escrivani
Giovana e Mirella. Ao centro, Mitcho Bianchi: são-carlenses buscam a superação em competição interestadual - Crédito: Marcos EscrivaniGiovana e Mirella. Ao centro, Mitcho Bianchi: são-carlenses buscam a superação em competição interestadual - Crédito: Marcos Escrivani

O Itaguará Country Club, em Guaratinguetá, recebe neste final de semana, o Festival Sudeste Mirim e Petiz de Natação, Troféu Ivo das Silveira Lourenço. Com 643 nadadores participantes, a competição é a maior desde que foi criada na década de 90.

Em relação ao torneio do ano passado, é um aumento de quase 10% de atletas. No Petiz, este aumento foi ainda maior, 16%. Em Guaratinguetá, serão 459 petizes, o maior número desde 2012 quando o Sudeste foi em São Paulo e teve a presença de 432 nadadores petizes competindo.

Estarão presentes de sexta-feira, 18, a domingo, 20, clubes de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Serão no total, 39 clubes dos quatro estados brasileiros.

Dentre eles, a LCN/Aquário Fitness, que estará presente com as nadadoras Giovana Pegion de Paula e Mirella Colloca Vaz. Ambas nadam três provas casa uma e são orientadas pelo técnico Mitcho Bianchi.

Giovana estará presente nos 50 e 100m livre e 100m borboleta. Mirella será testada nos 100m, 200m e 400m livre.

As são-carlenses chegam mais descansadas para esta importante competição interestadual. “A sequência de treinos nas duas últimas semanas foram para intensificar a velocidade de ambas, mas com mais intervalos para que elas pudessem descansar mais”, disse o treinador, que já estabeleceu metas para as atletas. “A Giovana tem chance de lutar pelo pódio nos 100m borboleta. Nas demais provas, tanto ela, como a Mirella, é ficar entre as 20 melhores nadadoras. Temos que ter a noção que estarão presentes a elite de quatro estados brasileiros e em cada prova são mais de 50 nadadoras. A Giovana e a Mirella estão tendo a primeira experiência em uma prova interestadual. Tem a questão do nervosismo e da ansiedade e o fato de terem adversárias bem mais qualificadas. É uma nova vivência e um novo aprendizado”, disse o técnico estrategista. “Nestes últimos dias de atividades, conversei bastante com elas a cada treino e fiz com que ambas procurassem se sentir fortes. Dentro e fora d’água. Elas estão muito bem preparadas”, garantiu.

Mitcho afirmou que em anos anteriores já teve vivências similares a essa, mas com Giovana e Mirella é a primeira vez. “Estou satisfeito com a evolução de ambas e quero analisar profundamente o desempenho de cada uma no Sudeste. Em 2019, quando entrarem na categoria infantil, terá ainda o Campeonato Brasileiro, que é um evento ainda mais qualificado. A partir daí são novas estratégias, um novo tipo de preparação”, salientou.

Mitcho salientou que na nova categoria as duas nadadoras terão um volume diferenciado de treino, um novo tipo de trabalho. Desde os primeiros dias da temporada. “Até mesmo fora da piscina as atividades serão mais intensas. Tudo para fazer com que ambas adquiram um condicionamento físico ainda mais forte para suportar a sequência de competições que serão muito mais exigentes”, finalizou.

A LCN/Aquário Fitness tem a parceria da Fundação Educacional São Carlos (Fesc) e Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Smel).

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias