Menu
quarta, 20 de janeiro de 2021
Bons resultados

Apesar de ano atípico, karatê são-carlense comemora 2020

31 Dez 2020 - 08h49Por Marcos Escrivani
Apesar de ano atípico, karatê são-carlense comemora 2020 - Crédito: Marcos Escrivani Crédito: Marcos Escrivani

Apesar da pandemia da Covid-19, que causou um ano difícil e muito atípico para todas as modalidades esportivas, a Associação Wada de Karatê São Carlos conseguiu se reinventar e manter suas atividades proporcionando ao atleta vários tipos de recursos e ferramentas para que o time não se prejudicasse e ficasse em treinar devido ao isolamento social.

Diante disso, a equipe são-carlense comemorou os resultados na temporada, além dos bons resultados em treinamentos e cursos online.

Mês a mês a equipe desenvolveu as seguintes atividades:

Janeiro

No início do ano, antes da pandemia, desenvolveu normalmente as aulas nos projetos sociais que atendem aproximadamente 120 crianças em situação de vulnerabilidade social em bairros mais carentes de São Carlos. Projetos Karatê para Todos, Karatê Formando Cidadãos e Karatê Novos Talentos.

Fevereiro 

A equipe participou do treinamento com a Seleção Paulista em Agudos. O técnico Adriano Wada e os auxiliares Guilherme Ivo Cirilo e Gabi Sepe participam do curso de credenciamento de técnicos para atuar em competições no ano de 2020.

Março

Aulas presenciais da equipe de competição e dos projetos sociais.

Abril

Início da pandemia, a equipe em quarentena passa a treinar remotamente duas vezes por semana. Professor Adriano concluí curso online com o tema “Curso de Prevenção e Enfrentamento do assédio e do abuso no esporte”. Organizado pelo Instituto Olímpico Brasileiro em parceria com o COB”.

Maio

Equipe participa do primeiro Campeonato Nacional de Karatê virtual, conquistando 10 classificações entre os três primeiros colocados.

Junho

Adriano Wada organiza o primeiro campeonato virtual da região com a participação de atletas de São Carlos, Agudos, Jundiaí, Vinhedo e Piracicaba. Competição que contou com a participação de 120 atletas.

Equipe participa da 3ª competição virtual, o Torneio Virtual Dojo Sensei Alex Mantovanelli em Jundiaí. Conquistando nessa competição 15 classificações entre os três primeiros colocados.

Todas as competições virtuais foram entregues diplomas com o registro de participação e classificação.

Julho 

Adriano Wada participa do treinamento virtual do Projeto São Paulo Olímpico organizado pela Federação Paulista, do treinamento online com o técnico da seleção brasileira (sensei Carlos Magno) e do treinamento online Internacional com a Seleção Venezuelana.

É realizado curso de três meses (julho, agosto e setembro) sobre cultura japonesa relacionada com o Karate ministrado pelo mestre Sensei Akira Saito faixa preta 6º Grau.

Agosto 

Arawaza Brasil Training Camp – Treinamento online com o bicampeão mundial Douglas Brose. Continuam as aulas remotas com os atletas duas vezes por semana.

Durante cinco meses de quarentena também foram feitas lives com professores e equipe multidisciplinar para complementar as aulas online da equipe.

Participaram das lives: sensei Giuliano Alves (técnico da Seleção Paulista), sensei Carlos Magno (técnico da seleção brasileira), Nuda Nordi – Nutricionista; Priscila Arana – Psicóloga da Seleção e do Projeto São Paulo Olímpico; Adriana Brasil – Psicóloga da Seleção e do Projeto São Paulo Olímpico; Carow Wayon – Venezuelana Campeão dos Jogos Pan Americanos de Winnipeg 99; Sensei Akira Saito – Professor faixa preta 6º Grau, Campeão mundial de Karate Goju Ryu, treinou e morou no Japão por 7 anos.

Nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro retornaram os treinos presenciais seguindo todos os protocolos de segurança, distanciamento e proteção.

“Esse retorno presencial foi um estímulo muito grande para os atletas, as aulas remotas não supriam 100% do rendimento esperado e chegou um momento que os atletas já não conseguiam mais treinar sozinhos, a evolução estacionou”, disse Wada.

Com o retorno presencial vários atletas retornaram e o trabalho foi intensificado potencializando os cinco meses de aulas remotas.

“Apesar de tudo o saldo foi positivo, devemos tirar as coisas boas que aconteceram. No período de isolamento conhecemos os atletas que realmente assimilaram o que é o karatê, aprendemos que a modalidade não é só competição, pelo contrário, competição é uma consequência. Karatê é disciplina, lealdade, caráter, equilíbrio mental, é ser ético e praticar gratidão. O aluno que só treinava por competição ficou perdido, pois não tivemos competições presenciais. Nesse período cada um conseguiu refletir o karatê que cada um quer para si. Karatê é uma filosofia de vida. Só temos que agradecer. Nossas parcerias foram renovadas para 2021, novas parcerias foram acertadas, foi um ano de se reinventar, ser realmente resiliente”, completou. “Esperamos que em 2021 as competições possam retornar e que a equipe continue vencedora como vinha sendo nos últimos anos”, finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias