Menu
terça, 28 de setembro de 2021
Handebol feminino

Ansiedade marca a estreia do H7 Esportes/La Salle na Liga Nacional

Feito é pioneiro para o time são-carlense; 2021 é marcado ainda pelo ineditismo no Campeonato Brasileiro Júnior

10 Set 2021 - 13h40Por Marcos Escrivani
Equipe são-carlense pronta para o desafio: garotas ficam na história esportiva da cidade - Crédito: Marcos EscrivaniEquipe são-carlense pronta para o desafio: garotas ficam na história esportiva da cidade - Crédito: Marcos Escrivani

Apesar da pandemia da Covid-19 prejudicar sensivelmente a preparação e a busca por parceiros, a temporada 2021 ficará marcada na história esportiva de São Carlos. Isso porque dois fatos inéditos serão sempre lembrados este ano no handebol feminino.

O primeiro pelo ineditismo na participação do Campeonato Brasileiro Júnior ocorrido em agosto e agora, o pioneirismo ao marcar presença na Liga Nacional.

Desta forma, o H7 Esportes/La Salle inicia a caminhada na competição e obedecendo os mais rígidos protocolos de segurança, estreia frente o Esporte Clube Pinheiros, a partir das 14h deste domingo, 12, na casa do adversário.

A ansiedade e a adrenalina é grande por parte da comissão técnica e das atletas que admitem que a participação são-carlense hoje, é para ser coadjuvante e buscar adquirir vivência e experiência ao enfrentar as principais equipes do handebol feminino do país.

Na partida de estreia, por exemplo, o adversário já foi campeão nacional. O Pinheiros tem um time experiente e favorito ao título. Contra o H7 Esportes/La Salle é mais favorito ainda uma vez que a base são-carlense é de um time júnior (sub21) reforçado por três atletas adultas.

“É um jogo que vamos visar o aprendizado das mais novas, para nas próximas partidas colocarmos em prática nosso estilo”, disse o técnico Antonio Carlos Rodrigues.

A LIGA

A Liga Nacional será dividida em duas etapas. A primeira conta com cinco equipes: Esporte Clube Pinheiros, Santos, São Paulo, Guarulhos e o H7 Esportes/La Salle.

Após um turno único, se classificam as quatro primeiras para a segunda etapa que será disputada com as equipes do Sul (FME ACRIHF, LHH, São José/Nacional e A. Sul América FLN).

AS GUERREIRAS

Para a Liga Nacional, Antonio Carlos inscreveu 25 atletas que buscam realizar uma boa campanha na primeira fase do torneio. As guerreiras são-carlenses são as seguintes:

Amanda Santiago, Bia Fleury, Dani Amorim, Camila Souza, Fer Businaro, Isabella Botelho, Júlia Ré, Lorena, Maria Carolina, Maria Fernanda, Mari Circelli, Camile, Sofia, Juliana, Kethellin, Izadora, Milena, Isa Pavanelli, Luana Silva, Gabi Andrade, Camila, Sabrina, Cláudia, Carla e Silma.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias