Menu
quinta, 22 de abril de 2021
Esportes

A3: Rio Branco, União Barbarense e Manthiqueira renascem das cinzas da quarta feira pós Carnaval

15 Fev 2018 - 08h32Por Redação
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

Depois da rodada de Carnaval, a Série A3 teve continuação e o campeonato chega a sua metade. Começamos com o jogo no gramado sintético de Taboão da Serra, onde o Taboão recebeu o União Barbarense e foi surpreendido. O gol da partida aconteceu aos sete minutos, quando Igor invadiu a área e foi derrubado pela zagueiro Fernando. Na cobrança, Renan Natal não desperdiçou e decretou a boa vitória fora de casa do Leão da 13.

Outro resultado surpreendente foi a vitória do Rio Branco sobre o até então invicto Rio Preto, em Santa Bárbara d'Oeste. O primeiro tempo foi fraco e a única jogada de emoção da partida foi o gol do Tigre. Aos 41 minutos, no cruzamento perfeito de Cesinha, o zagueiro Alemão apareceu de surpresa metendo a cabeça no canto direito baixo sem chance para Poti que na da pode fazer. No segundo tempo o Rio Preto voltou melhor no jogo e merecia pelo menos o gol de empate. Criou grandes oportunidades, porém os gols foram evitados pelo goleiro Diego Pato e pela trave que salvaram o time de Americana.

O líder Atibaia, foi até Monte Azul Paulista e levou uma "piaba" do time da casa. Depois de dois revés seguidos, o Monte Azul partiu para cima desde o início. Logo aos 8, Juca caprichou na cobrança de falta. Cairo, fez grande defesa, mas, a bola sobrou para Jonathan, que só escorou para fazer 1 a 0 para o time do técnico Oliveira. Após sofrer o gol, o Atibaia dominou o primeiro tempo, mas não teve êxito. Já no tempo final, O Monte Azul voltou novamente ligado e logo aos 2 minutos ampliou sua vantagem após Juca deixar Anderson Brito a vontade para marcar. O Atibaia mal havia se recuperado do golpe, quando o mesmo Anderson Brito após passe do lateral Gustavo matou o jogo. Final: Monte Azul 3x0 Atibaia.

Em Osasco, o time do Grêmio Osasco quase conseguiu segurar a Portuguesa Santista. Em jogo de poucas oportunidades, os ataques não foram eficientes. A pressão do time de Santos era maior, mas parava sempre na zaga comandada por Brumatti. Porém aos 49 minutos do segundo tempo, Anderson Magrão furou o bloqueio do time da casa e deu a Briosa sua 4ª vitória em 5 jogos. Após a derrota do Rio Preto, a Portuguesa Santista é a única equipe invicta no torneio.

Já em São Carlos, ao que podemos notar o problema era mesmo a falta de equilíbrio do técnico Edson Vieira. Após sua saída, o time está com 100% de aproveitamento com o técnico Luiz Muller. O futebol mostrado, não tem sido aquele de encher os olhos, mas o psicológico do time parece estar melhor. No jogo contra o Olímpia no Luisão, o time começou bem. Antes da metade do 1º tempo, numa cobrança de escanteio, o zagueiro Lucão apareceu bem e de cabeça mandou a bola na trave direita do goleiro que só observou. O time passou a insistir pelo lado esquerdo e o placar foi inaugurado aos 32 minutos. Douglas fez bela jogada e cruzou para Gustavo Henrique que tentou de letra, que mesmo errando acabou dando uma assistência para Maranhão que fez 1x0 São Carlos. Ainda antes dos 40 minutos, Numa cobrança de lateral a zaga são-carlense vacilou e a bola sobrou para Diego bater forte no canto direito de César para deixar tudo igual. Mais uma vez pela esquerda, o time do são Carlos chegou ao gol da vitória com Marcelinho que bateu cruzado e fraco mas foi o suficiente para a bola entrar. No segundo tempo o Olímpia veio com tudo aproveitando falhas da defesa, porém o goleiro Cesar estava inspirado. Veloso também salvou uma bola que tinha o endereço certo e com isso a Águia segurou a vitória sofrida, mas muito valiosa.

O Marilia saiu do Z-6 após bater o Desportivo Brasil, que vinha de uma ótima sequência.  Desde o primeiro tempo, o time de Porto Feliz jogou com um a menos e teve que recuar. Mesmo sendo todo pressão o Marilia precisou de 4 minutos além do tempo normal para fazer seu gol com Alisson.

No Baetão, o Noroeste visitou o São Bernardo e voltou a vencer. Na estreia do técnico Alberto Felix, o time de Bauru mostrou uma característica mais ofensiva. Logo no início, Leandro deu boa bola para Vilson, que, com tranquilidade, tirou do goleiro e abriu o placar para o Norusca. A partir daí, houve chance para ambas as partes, porem a chuva atrapalhou muito. O ex São Carlos Marcos Nunes chegou a empatar, mas foi anulado pela arbitragem. Porém quem riu por último foi outro ex atacante da Águia. Alef, aos 48 do segundo tempo matou o jogo num contra-ataque fulminante e deu a vitória que reabilitou o Noroeste. Final São Bernardo 0x2 Noroeste.

Em Guaratinguetá, aleluia!! O Manthiqueira venceu uma. O jogo começou equilibrado com chances para ambos os lados, porém o Capivariano foi mostrando sua superioridade. O time chegou a mandar duas bolas na trave no mesmo lance, porém parou por ai. Após isso, a Laranja Mecânica voltou a crescer na partida e numa falta batida da esquerda, Paulo subiu mais alto que todo mundo. Com um leve desvio de cabeça, fez a bola morrer na gaveta direita do gol de Ian. No segundo tempo, O Manthiqueira teve um homem expulso, porém a treinadora Nilmara Alves, que entra e sai no time na hora que quiser, conseguiu fazer um bloqueio e segurou a vitória

O Velo Clube voltou a vencer após 4 jogos. Mesmo levando um susto do frágil Mogi Mirim, o time de Rio Claro virou e venceu com tranquilidade. Robinho abriu o placar para os visitantes logo aos 7 minutos. O Sapão conseguiu terminar o primeiro tempo na frente, porém na segunda etapa a história foi outra. Comandado pelo veterano Ray, o Velo foi pra frente e logo empatou a partida. Ainda assim mesmo pressionado, o Mogi mirim foi se segurando. Mas os 37 do segundo tempo não teve jeito. Higor fez o segundo do Velo Clube. Após o gol, o Mogi Mirim tentou buscar o empate, porém ainda foi castigado com o terceiro gol aos 48 minutos do segundo tempo. Final Velo Clube 3x1 Mogi Mirim.

Para finalizar a rodada, em Barretos, o Barretos venceu a Matonense pela contagem mínima. O time de Matão dominou amplamente o primeiro tempo, mas pecou nas finalizações. Quando acertava o gol, parava nas defesas de Willian. No segundo tempo, foi outro jogo: O técnico Paulinho McLaren mexeu bem no Barretos e fez suas substituições aproveitando o cansaço da Matonense. Aos 18 minutos, após bate e rebate, André Luís, fuzilou o goleiro Paulinho que nada pode fazer. E a partir daí o Barretos passou a se segurar, mas a Matonense não conseguiu chegar de forma organizada. Com isso o jogo ficou mesmo no 1x0 para o Barretos. (Ednelson Simonetti - colaborador)

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias