Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Entretenimento

Diretor fala sobre polêmica de filme ?Quanto dura o amor??

23 Jun 2010 - 09h23Por Redação São Carlos Agora

No último dia 17, o professor de roteiro e diretor de cinema, Roberto Moreira, ministrou uma palestra para estudantes e profissionais que atuam nas diferentes frentes de produção audiovisual no Cine São Carlos. Com entrada gratuita, o evento faz parte das ações do NPD (Núcleo de Produção Digital) de São Carlos, que é uma iniciativa da Fundação Educacional São Carlos (Fesc) que faz parte do programa “Olhar Brasil” do Ministério da Cultura.

Somente neste mês de junho, Roberto Moreira foi o segundo cineasta que dividiu suas experiências com o público são-carlense. No dia 10, foi a vez da roteirista e diretora Anna Muylaert e nesta próxima quarta-feira (23) o cineasta Eduardo Escorel revelará curiosidades sobre o processo de produção de um filme a partir das 17h no Cine UFSCar.

Roberto Moreira falou sobre como escolheu os personagens para o filme “Quanto Dura um Amor?”, da reação do público sobre o polêmico triângulo amoroso entre os personagens Marina, Nuno e Justine e de como ele interpreta a repercussão de seu filme.

Cineasta consagrado com o longa-metragem “Contra Todos”, além de outras produções de sucesso, Roberto Moreira comentou que sua proposta inicial no filme “Quanto Dura o Amor?” era produzir algo fora dos padrões do cinema nacional, falando sobre o amor universal de uma maneira jovem e moderna. “Eu sou heterossexual. Porém, depois que lancei o filme, eu descobri que fiz um filme gay. E os heterossexuais não entenderam muito bem esta proposta”.

Próxima Palestra – Nesta quarta-feira (23), o cineasta Eduardo Escorel realizará uma palestra às 17h00 no Cine UFSCar. Escorel dirigiu, entre outros, “Lição de amor”, “Ato de violência”, “Chico Antonio – o herói com caráter”, “35 - O assalto ao poder”, “Vocação do poder” (co-dirigido por José Joffily), “Deixa que eu falo”, “O Tempo e o lugar”, “J. Montou”, “Terra em transe”, “Cabra marcado para morrer” e “Santiago”, recebendo prêmio ABC (Academia Brasileira de Cinema) de melhor montagem, por “Santiago” e melhor diretor e melhor roteiro no XIII Festival de Brasília, por “Ato de violência”.

O cineasta também escreveu “Adivinhadores de água” – pensando no cinema brasileiro, publicado pela Cosac Naify, em 2005 e colabora com a revista Piauí. Desde 2005, ele também coordena o curso de especialização em cinema documentário na Fundação Getúlio Vargas.

Além da palestra, nesta quarta-feira o CineUFSCar também fará duas exibições do filme "Vocação do Poder " às 14h00 e 19h00, com entrada gratuita.

Informações – Mais informações sobre a programação de palestras do NPD podem ser obtidas no Cine São Carlos localizado à rua Major José Inácio, 2154 – Centro, do telefone: (16) 3372-5233 ou através do site: www.saocarlos.sp.gov.br/npd e do e-mail: npd@saocarlos.sp.gov.br.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias