Menu
terça, 20 de abril de 2021
Direito Sistêmico

Porque escolher a advocacia sistêmica?

02 Nov 2018 - 06h58Por (*) Dra. Rafaela C. de Souza
Porque escolher a advocacia sistêmica? -

Às vezes temos dificuldades em definirmos as questões mais importantes em nossas vidas, mas para sermos realmente eficazes e obtermos o sucesso que almejamos é algo que devemos nos dedicar, ou seja, realmente trabalhar na área na qual temos a verdadeira “força”, uma paixão que nos impulsione todos os dias, e isso afirmo por experiência própria, que pode ser encontrado ao tomar contato com o Direito Sistêmico.

Sempre gostei muito de ler, estudar sobre autoconhecimento e no momento que descobri a possibilidade de união do Direito, do Pensamento Sistêmico e das Constelações Familiares, na solução dos conflitos apresentados pelos clientes, realmente percebi que estava no caminho correto, no qual eu realmente sinto a referida “força”, mencionada no parágrafo anterior.

Hoje, por meio da Advocacia Sistêmica podemos verificar que este “Novo Olhar” para o Direito possibilita legalmente a integração do todo, com o entendimento maior do conflito que envolve as partes e bem como o próprio advogado, posto que cada um no seu estado ou papel pode exercer uma face diversa desse amor ao Direito, em busca de Justiça.

O Direito é uma área que possui grandes possibilidades de atuação, ou seja, podemos nos especializar como advogados ou escolher prestar um concurso, ser empregado, ser serventuário da Justiça, entre outros, mas isso pode causar até uma dificuldade para realmente decidirmos qual campo escolher e nos sentirmos bem.

A visão sistêmica e o Direito Sistêmico possibilitam que muitos profissionais, que estavam até mesmo pensando em desistir da advocacia, por suas inúmeras dificuldades, esse novo “reencontro”, um forte desejo de sentir-se pertencente e de realmente atuar utilizando novas técnicas que auxiliam tanto o profissional quanto às partes nesse entendimento do conflito jurídico e na busca pela verdadeira Justiça.

Quando o sentimento de que está realmente contribuindo para a construção de algo maior nasce em cada de um nós e passa a fazer sentido a nossa profissão, o trabalho diário pode deixar de ser algo meramente automático ou até mesmo um nível de sobrevivência, mas esse despertar depende de cada um, não há como ser feito por terceiros.

Dessa forma, posso afirmar que o Direito e o exercício da advocacia sistêmica completam o real sentido da busca pela Justiça, e com isso também o sentimento de estar realmente contribuindo para a sociedade, sendo que até mesmo pode ser considerado “Política Pública” que propicia bem estar e complementação, ao que já existente e que deve ser honrado, pois este é preexistente. Gratidão, bom final de semana a todos!

 (*) A autora é Advogada Sistêmica, inscrita na OAB/SP 225.058 e Presidente da Comissão de Direito Sistêmico da 30ª Subseção de São Carlos. Contato e sugestões de pauta por meio do e-mail:rafaela.cadeu@gmail.com.

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias