Menu
quarta, 21 de abril de 2021
Saúde

Pesquisadores do IFSC/USP São Carlos desenvolvem laser para tratamento da mucosite

17 Set 2018 - 10h03Por Redação
Pesquisadores do IFSC/USP São Carlos desenvolvem laser para tratamento da mucosite - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Pesquisadores do Grupo de Óptica do IFSC/USP desenvolveram um laser para tratar mucosite em pacientes com câncer, cujo tratamento está sendo oferecido, de forma gratuita, na Unidade de Terapia Fotodinâmica, estrutura localizada na Santa Casa de Misericórdia de São Carlos.

Segundo o Dr. Vitor Hugo Panhoca (pesquisador do IFSC/USP e dentista), a inflamação atinge a mucose, tecido que protege a boca e a garganta, sendo que as feridas brancas que se formam nessa região são semelhantes a aftas. Segundo o pesquisador, a principal diferença entre uma afta e a mucosite é o tamanho da lesão, já que a mucosite apresenta uma dimensão maior, causando no paciente muito desconforto para mastigar e falar.

Normalmente, pacientes com câncer costumam ter mucosite, que é um efeito colateral do tratamento de rádio e quimioterapia, sendo que as aplicações do laser nas feridas costumam durar cerca de seis minutos. A luz aplicada através do aparelho de laser vai provocar nesse tecido mucoso, onde está a mucosite, um efeito anti-inflamatório, um efeito cicatrizante e também provoca o alívio da dor nessa região, fazendo com que o paciente consiga falar sem dor, fazer a deglutição também sem dor e tudo isso vai provocar melhora no quadro geral do paciente, ao contrário do que acontece com o tratamento mais comum, indicado pelos especialistas, que é o bochecho com antisséptico, cujo resultado não é tão rápido. As lesões podem demorar várias semanas para desaparecer. (Rui Sintra – Assessoria de Comunicação – IFSC/USP)

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias