sexta, 01 de julho de 2022
Fé e devoção

Paróquia de Santa Isabel homenageará padroeira com eventos festivos e religiosos

Além de missas e novenas para os devotos, haverá bolo e procissão, além de uma animada quermesse

23 Jun 2022 - 06h41Por Marcos Escrivani
Bolo de Santa Isabel, um dos eventos tradicionais realizados pela paróquia: 4 de julho é o dia dedicado à padroeira - Crédito: DivulgaçãoBolo de Santa Isabel, um dos eventos tradicionais realizados pela paróquia: 4 de julho é o dia dedicado à padroeira - Crédito: Divulgação

Uma extensa programação festiva e religiosa em São Carlos irá marcar o dia 4 de julho, dedicado a Santa Isabel. Muitas atividades foram programadas pela paróquia, que tem como responsável o padre Marcos Eduardo Coró, localizada na Vila Isabel.

Haverá novenas do dia 25 de junho a 3 de julho, quatro missas no dia 4 de julho, dedicado a padroeira, além do bolo que leva o nome da santa. Neste dia, uma procissão acontece às 19h com saída da praça Padre Faustino, no mesmo bairro.

Consta da programação ainda, que tem o apoio do São Carlos Agora, uma animada quermesse que inicia-se às 19h de sábado, 25, e que terá pastel, espetinho, cachorro quente, caldo, vinho quente, quentão e bebidas em geral. Um show de prêmios irá acontecer simultaneamente com o prêmio principal estipulado em R$ 300,00, além de prendas.

Em contato com a agente da Pastoral da Comunicação da Paróquia de Santa Isabel (Pascom), Luísa Garcia, a reportagem apurou que a quermesse é um evento tradicional e que ocorre desde os anos 80. Mas devido a pandemia da Covid-19 não é realizada desde 2019. “Voltamos a realizar e a finalidade é angariar recursos para as ações sociais que a paróquia desenvolve”, disse, salientando que aproximadamente 30 paroquianos serão voluntários durante a quermesse. “É gratificante poder ajudar e devolver um pouco para a comunidade tudo o que ela representa, através de serviços voluntários”, emendou.

NO DIA DA PADROEIRA

Um evento que une devoção, fé e muita empatia. Assim promete ser o 4 de julho, dedicado a padroeira da paróquia. Quatro missas estão programadas para todo o dia, além de uma procissão que começa às 19h na praça Padre Faustino.

Um dos pontos alto é a bênção e venda dos pedaços do bolo de Santa Isabel (R$ 5 o pedaço) que começa às 8h.

De acordo com Luísa o bolo de Santa Isabel é um marco, pois acontece desde a criação da paróquia. “Todos os ingredientes foram conseguidos através de doação e o bolo confeccionado voluntariamente pelas paroquianas”, relatou a agente da Pascom, que convida toda a população para participar e prestigiar as atividades dedicadas à santa

PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA

NOVENA DA SANTA RAINHA

(25 de junho a 3 de julho)

Dia 25 – 18h – Santa Isabel norma de penitência e humildade – padre Marcos Eduardo Coró

Dia 26 – 19h – Santa Isabel temente a Deus desde a infância – padre Marcos Eduardo Coró

Dia 27 – 19h30 – Santa Isabel que destes aos pobres todas suas riquezas – padre Cristian Henrique Capelato (Igreja Nossa Senhora do Carmo – Araraquara)

Dia 28 – 19h30 – Santa Isabel amante da Cruz de Cristo – padre Everton Luís Luchesi – reitor do Santuároi Diocesano Nossa Senhora Aparecida da Babilônia

Dia 29 de junho – 19h30 – Santa Isabel dada a todos os atos de piedade – padre Francisco Magnos – EP Vigário Paroquial

Dia 30 – 19h30 – Santa Isabel admirável desprezadora do mundo – padre Fabrício Rodrigues dos Santos – Igreja São Francisco de Assis

Dia 1º - 19h30 – Santa Isabel nobilíssima pela geração e pela fé – padre Antonio Sebastião Bastos

Dia 2 – 18h - Santa Isabel consoladora de todas as aflições – D. Eduardo Malaspina – bispo auxiliar

Dia 3 – 19h – Santa Isabel que ouvistes cantar os anjos em vossa morte – padre Marcos Eduardo Coró

FESTA EM LOUVOR A PADROEIRA

Dia 4 de julho

6h30 – missa – padre José Luís Beltrame – Igreja São Benedito

7h30 – bênção do bolo de Santa Isabel – entrega das 7h30 às 13h

8h30 – missa – padre Marcos Eduardo Coró

15h – missa das bênçãos – Adoração e bênção com o Santíssimo Sacramento

19h – Procissão – saída da praça Padre Faustino

19h30 – Missa solene – D. Luiz Carlos Dias – Bispo Diocesano

A SANTA PADROEIRA

Isabel nasceu na Espanha, em 1271. Filha de Pedro II, rei de Aragão.

Sem querer ocupar-se com a educação da filha, o monarca determinou que fosse cuidada pelo avô, Tiago I, que se convertera ao cristianismo e levava uma vida voltada para a fé.

Aos doze anos casou-se com Dom Diniz, príncipe de Portugal.

Isabel é tida como uma das rainhas mais belas das cortes espanhola e portuguesa; além disso, possuía uma forte e doce personalidade, era também muito inteligente, culta e diplomata. Ela deu dois filhos ao rei: Constância, que seria no futuro rainha de Castela, e Afonso, herdeiro do trono de Portugal. Ocupava o seu tempo ajudando a amenizar as desgraças do povo pobre e as dores dos enfermos abandonados, com a caridade da sua esmola e sua piedade cristã.

Quando o marido morreu, em 1335, Isabel recolheu-se no mosteiro das clarissas de Coimbra, onde ingressou na Ordem Terceira Franciscana. Antes, porém, abdicou de seu título de nobreza, indo depositar a coroa real no altar de São Tiago de Compostela. Doou toda a sua imensa fortuna pessoal para as suas obras de caridade. Viveu o resto da vida em pobreza voluntária, na oração, piedade e mortificação, atendendo os pobres e doentes, marginalizados.

A rainha Isabel de Portugal morreu, em Estremoz, no dia 4 de julho de 1336.

Santa Isabel de Portugal foi declarada padroeira deste país, sendo invocada pelos portugueses como "a rainha santa da concórdia e da paz".

Declamado que conta um pouquinho da história e dos milagres da Santa

"Rainha Santa Isabel quando em seu reino vivia

Era a própria caridade à quem a mão lhe estendia

Apesar da sua riqueza à ninguém desconhecia

A nobre rainha santa a pobreza socorria

Porém, o rei soberano que na opulência vivia

Proibiu a rainha santa das esmolas que fazia

Dizendo que ela humilhava a nobre soberania

Mas quando o rei se ausentava Isabel aparecia

No meio dos camponeses que choravam de alegria

Por ver a sua santa rainha que em seu avental trazia

Ouro, prata e alimento que com os pobres repartia".

Leia Também

Últimas Notícias