Menu
terça, 02 de março de 2021
Cidade

Falta de acordo entre Prefeitura e Athenas pode trazer desemprego e falta de transporte coletivo aos são-carlenses

13 Jul 2016 - 17h58

Um desacordo entre a prefeitura municipal de São Carlos e a Athenas Paulista, empresa responsável pelo transporte coletivo da cidade, está causando polêmica e pode trazer muitos transtornos à população são carlense caso não seja resolvido.

De acordo com a licitação, a Athenas Paulista pode atuar na cidade até o final deste ano, porém a prefeitura quer que a empresa encerre suas atividades no próximo dia 25 de julho, entrando com um plano emergencial para que uma nova empresa fique responsável pelo serviço apenas até o fim do período dessa licitação.

O diretor da Athenas Paulista, Miguel Cimati, critica a ação pois não acredita que seja possível que uma outra empresa possa se instalar e iniciar suas atividades, de modo a suprir a necessidade de transporte de toda a população em tão pouco tempo, isso sem contar com os 620 funcionários da Athenas que serão demitidos e não poderão ser recontratados imediatamente pela nova empresa, até porque essa nova empresa não terá a garantia de que vencerá a próxima licitação, correndo o risco de permanecer na prestação do serviço apenas por cinco meses.

Caso não haja uma nova empresa e a Athenas encerre suas atividades, a população são carlense será imensamente prejudicada, ficando sem o transporte coletivo.

Miguel Cimati diz ainda que o fato de os veículos da empresa estarem em mau estado deve-se à dívida que a prefeitura tem com ela, que gira em torno dos 25 milhões de reais, dinheiro esse que poderia, segundo ele, ser revertido em novos ônibus.

A Athenas entrou com um recurso judicial na tentativa de conseguir uma liminar para protelar o prazo e permanecer atuando na cidade até o fim da licitação.

Confira o vídeo com a entrevista completa do diretor da Athenas Paulista, Miguel Cinati.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias