Menu
terça, 20 de abril de 2021
Cidade

Dezembro de 2017 tem o mês mais chuvoso dos últimos 12 anos

02 Jan 2018 - 07h28
Foto: Pedro Brandão - Foto: Pedro Brandão -

Dezembro de 2017 foi o mês mais chuvoso dos últimos doses anos em São Carlos. Os dados foram divulgados pela Defesa Civil na tarde desta segunda-feira, 1.

No último mês do ano de 2017 as chuvas que caíram sobre a cidade de São Carlos somaram. 412,4 milímetros, enquanto que a média para o mês, segundo a Defesa Civil, é de 235,91mm. De acordo com a instituição que fornece dos dados meteorológicos, foi um recorde,

Ainda segundo a Defesa Civil, avaliando-se os números de acordo com as precipitações, nota-se um aumento substancial no volume de chuvas mesmo em épocas sem o fenómeno El Niño, quando as perspectivas apontam que deve chover em maior quantidade no período.

ANO A ANO

No mesmo boletim meteorológico, a Defesa Civil divulgou dados sobre as precipitações de chuvas nos últimos dose anos em São Carlos. 2014 foi quando houve a menor incidência. De janeiro a dezembro choveu o equivalente a 1.183,0 mm.

Por outro lado, em 2016 foi o ano mais chuvoso no mesmo período, ano em que ocorreu a presença do fenômeno El Niño: 2.511,0 mm.

Ainda segundo a Defesa Divil, em 2017, nos doze meses do ano, sem a presença do fenômeno, a chuva precipitada caiu um pouco: 2.314,5 mm.

CHUVA (EM MILÍMETROS) POR ANO

2017: 2.314,5

2016: 2.511,0 (El Niño)

2015: 2.439,1 (El Niño)

2014: 1.183,0

2013: 1.888,6

2012: 1.441,4

2011: 1.347,2

2010: 1.308,7 (El Niño)

2009: 1.967,0 (El Niño)

2008: 1.347,2

2007: 1.461,3

2006: 1.276,0

EL NIÑO

El Niño representa o aquecimento anormal das águas superficiais e sub-superficiais do Oceano Pacífico Equatorial. A palavra El Niño é derivada do espanhol, e refere-se a presença de águas quentes que todos os anos aparecem na costa norte de Peru na época de Natal. Os pescadores do Peru e Equador chamaram a esta presença de águas mais quentes de Corriente de El Niño em referência ao Niño Jesus ou Menino Jesus. Na atualidade, as anomalias do sistema climático que são mundialmente conhecidas como El Niño e La Niña representam uma alteração do sistema oceano-atmosfera no Oceano Pacífico tropical, e que tem conseqüências no tempo e no clima em todo o planeta. Nesta definição, considera-se não somente a presença das águas quentes da Corriente El Niño mas também as mudanças na atmosfera próxima à superfície do oceano, com o enfraquecimento dos ventos alísios (que sopram de leste para oeste) na região equatorial. Com esse aquecimento do oceano e com o enfraquecimento dos ventos, começam a ser observadas mudanças da circulação da atmosfera nos níveis baixos e altos, determinando mudanças nos padrões de transporte de umidade, e portanto variações na distribuição das chuvas em regiões tropicais e de latitudes médias e altas. Em algumas regiões do globo também são observados aumento ou queda de temperatura. (www.inpe.br)

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias