Menu
quinta, 29 de outubro de 2020
Cidade

Cidade da Energia é tema de palestra na AEASC

02 Out 2009 - 09h21Por Redação São Carlos Agora
O prefeito Oswaldo Barba, ministrou palestra, na noite de quarta-feira (30), com o tema “São Carlos, Cidade da Energia”. A discussão faz parte da 3ª Semana de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, que ocorre na sede da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de São Carlos (AEASC).

Também fizeram parte da mesa de palestrantes o vice-chefe do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC/USP) e presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, Carlos Alberto Ferreira Martins, o diretor-geral da Agência USP de Inovação e professor titular do Instituto de Astronomia Geofísica e Ciências Atmosféricas IASG-USP e do Centro Incubador de Empresas Tecnológicas – CIEDEC, Oswaldo Massambani, e o professor associado do Departamento de Energia Civil e Pós-graduação da UFSCar, Bernardo Arantes do Nascimento Teixeira.

Em sua palestra o prefeito Oswaldo Barba destacou os impactos urbanísticos do novo pólo de pesquisa na região Norte, que engloba a Cidade da Energia, assim como comentou sobre a revisão do Plano Diretor. “A Cidade da Energia é um projeto estratégico para São Carlos e coloca a cidade como referência nacional e internacional em termos de energia renovável. São Carlos tem muito a contribuir nessa área pelas pesquisas desenvolvidas nas universidades públicas e nas Embrapas”, explicou.

“A ideia é que possamos ter em São Carlos a exposição permanente de tudo que é desenvolvido em termos de tecnologia e equipamentos relacionados à geração de energia renovável”, completou.

Empregos e investimentos – Barba citou que a Cidade da Energia será responsável por gerar emprego, renda e atrair investidores nacionais e internacionais. Ele mostrou aos participantes o projeto, que já conta com R$ 21,5 milhões para a duplicação de 7 quilômetros da rodovia Guilherme Scatena.

O projeto completo deve receber R$ 87 milhões em investimentos, entre verbas do Governo Federal, Prefeitura e da Abimaq, além da doação de parte da área pela Embrapa.

Em seguida, Carlos Martins falou sobre os novos pólos de pesquisa de São Carlos, como o Parque Ecotecnológico Damha e a participação das universidades e dos centros de pesquisa nesse contexto. Ele também acentuou a importância da revisão do Plano Diretor de São Carlos para acompanhar o desenvolvimento da cidade.

Massambani, proferiu palestra sobre o fator econômico das pesquisas na abertura de uma nova área de produção na região e Teixeira dissertou a respeito dos fatores  ambientais da bioenergia na região.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias