Menu
quinta, 16 de setembro de 2021
Cidade

Barba e Newton pedem internacionalização do aeroporto de São Carlos

24 Fev 2011 - 17h54
0 - 0 -

O prefeito Oswaldo Barba e o deputado federal Newton Lima estiveram com o secretário executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, para discutir a internacionalização do Aeroporto Estadual Mário Pereira Lopes, que inclui a instalação de uma estação aduaneira, fundamental para o desenvolvimento de São Carlos e região. A reunião foi nesta quinta-feira (24), em Brasília.

Para o deputado, o aeroporto Mário Pereira Lopes tem a capacidade de ser o principal centro latino americano de aeronaves. “A internacionalização do aeroporto, bem como, a duplicação da SP 318 são fatores essências para a nova etapa de desenvolvimento econômico de toda a região de São Carlos”, afirmou Newton Lima.

“Esta iniciativa é uma reafirmação junto ao Ministério da Fazenda do pedido de internacionalização e da estação aduaneira, que melhorarão a exportação e importação de produtos da região. Além disso, a internacionalização do aeroporto tornaria mais competitiva a manutenção das aeronaves estrangeiras pela TAM”, disse o prefeito Oswaldo Barba.

Nelson Barbosa se mostrou receptivo ao pleito dos representantes de São Carlos e se prontificou a estudar com brevidade a melhor maneira de atender ao pedido. “Entendo que esta solicitação tem importância não só para São Carlos, mas para o Brasil”, afirmou o secretário executivo do Ministério da Fazenda.

A internacionalização do aeroporto beneficiará, principalmente, a empresa aérea TAM, que necessita dessa aprovação para expandir seus negócios na cadeia de serviços que presta. O aeroporto de São Carlos é administrado pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (DAESP), que não permite o pouso de aeronaves estrangeiras. Dessa forma, atualmente, as aeronaves estrangeiras precisam, primeiro, dar “entrada” em outros aeroportos do país, atrasando a chegada no Centro de Manutenção de São Carlos.

Já com a estação aduaneira, ou alfandegagem, seria permitida que grandes empresas exportadoras e importadoras de São Carlos e região tivessem seus negócios facilitados, especialmente os equipamentos das cadeias produtivas de energia que serão expostas e comercializadas na Cidade de Energia Limpa e Renovável.

 
Justificativa – Para embasar a solicitação ao Ministério da Fazenda, o prefeito Oswaldo Barba encaminhou, via ofício, uma série de dados sobre o município e seu desenvolvimento. São Carlos tem um PIB (em mil) de R$ 3.912.665,00 (IBGE/2008), a renda per capita é de R$ 17.941,00 (IBGE/2008). A cidade foi eleita a 15ª melhor cidade para se viver, segundo o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal/IDH-M, em um total de 5.564 municípios (FIRJAN/2009). Em 2009 o município apresentou um volume de exportações de US$ 304.287.101 e importações de US$ 121.944.792 tendo um saldo positivo de US$ 182.342.309. Observa-se que houve a movimentação de US$ 426.231.893, portanto, o Comércio Exterior em São Carlos é muito expressivo.

Ainda com relação aos aspectos econômicos, São Carlos apresenta um elevado grau de diversidade em sua economia. Na atividade industrial, o município abriga empresas de diferentes portes e perfis tecnológicos, entre elas Volkswagen; Electrolux; Latina; Faber-Castell; Tecumseh; Opto; Tapete São Carlos; Toalhas São Carlos; Engemasa; TAM. Há no município dois Distritos Industriais e um terceiro em implantação.

Além disso, São Carlos participa do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos, com o Parque Eco Tecnológico Damha e o Science Park.

Por fim, em seu ofício, o prefeito destacou que já está em formação um pólo aeronáutico tendo como base o curso de engenharia aeronáutica da USP, o Centro Tecnológico da TAM e empresas de base tecnológica voltadas a esse segmento, já instaladas em São Carlos.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias